[Resenha #92] Prazer em Julgamento

19 de janeiro de 2018

Titulo: Prazer em Julgamento
Autora: Nina Müller
Editora: Essência
Páginas: 224
Sinopse:
Lívia é uma psicóloga dedicada e tenente da aeronáutica. Vítima de um relacionamento abusivo no fim da adolescência, ela não se sente capaz de se relacionar de maneira saudável com outra pessoa. No entanto, um de seus primeiros pacientes é seu colega de farda Rodrigo Guerra, um piloto suspenso pelo comandante da base por arriscar sua vida e o equipamento com manobras ousadas demais no ar. Agora, ela não consegue evitar a eletricidade que percorre seu corpo toda vez que encontra Rodrigo, e o resultado dessa complexa relação entre terapeuta e paciente é imprevisível.Prazer em Julgamento, primeiro livro físico da escritora Nina Müller, fala da redescoberta da sexualidade e do prazer de uma mulher abalada pelos traumas do passado.

Olá. meus queridos leitores!
Hoje vim trazer para vocês o terceiro volume da série Sentenças da autora Nina Müller, mas eu só fui saber que era o terceiro depois que eu havia comprado. A editora lançou primeiro o terceiro livro, pois creio que são histórias independentes. Então vamos descobrir o que achei de Prazer em Julgamento?


Lívia é uma mulher muito bem decida hoje, mas nem sempre foi assim. Quando era jovem sofria vários tipos de abuso e violência pelo seu ex namorado. O tempo passou e hoje ela é uma psicologa que está em fase de estágio na FAB (Forças Aéreas Brasileiras).  Ela agora é uma mulher mais reclusa já que seus medos e inseguranças não a deixam passar muito da sua margem de conforto.

Rodrigo é um piloto que ultimamente anda fazendo manobras arriscadas demais. Ele sabe muito bem o quanto é lindo e não tem medo de usar o seu charme ao se favor. Um verdadeiro tirando quando o assunto é conquistar uma mulher, ele corre atrás até consegui. E quanto mais difícil vai ficando mais interessante para ele  vai ficando.


O destino dos dois cruzam quando  Rodrigo é obrigado a ter sessões com a Lívia já que suas manobras de voo estão ficando cada vez mais perigosas. A atração deles é algo mutuo. Assim no primeiro encontro Rodrigo a lembra que a irmã dela é casada com o primo dele. Eles começam uma famosa brincadeira de gato e rato. Rodrigo quer por que quer ficar com a Lívia, mas ela ainda tem todas as suas defesas armadas e ele não compreende. A química deles chega até a soltar físcias, mas será que vai da certo? Será que a Lívia vai conseguir seguir em frente quando o passado resolver bater em sua porta?



Bom, a premissa gira literalmente em torno disso, não tem muito coisa além do que eu citei acima. Foi meu primeiro contato com a escrita da autora e confesso que eu gostei bastante em como ela conduz os personagens e suas atitudes.O livro me chamou muita atenção, pois já inciamos com uma cena bombástica e  claro que fiquei muito curiosa para saber mais a respeito dessa cena que é sobre o abuso que a Lívia sofreu. Para ser sincera esse é o motivo pelo qual eu estou dando três estrelas a esse livro, faltou aprofundamento quanto o trauma da Lívia e eu achei tudo muito vago. Também quando começou a acontecer as cenas mais sensuais  não parava mais, mas tenho que confessar que a autora sabe narrar muito bem essas cenas. Achei de depois da metade do livro muita coisa foi passando tão rápido que eu fiquei com medo de ter perdido alguma coisa e não ter percebido. Mas o livro não tem só esses lados ruins.

 Lívia é uma personagem decidida ( em algumas vezes), mas tem um personalidade forte. Algumas de suas  escolhas não me descia muito bem, mas tentava entender. Ela faz aquele tipo de personagem doce, com um extinto maravilhoso.

Rodrigo é um personagem figura. Tem aquele jeito garanhão, mas ganha qualquer um fácil. Me fez sorrir por diversas vezes. Um personagem com um instinto protetor que me agradou muito. Quando ele se vê apaixonado pela  Lívia ele coloca ela sempre em primeiro lugar.  Gostei mais dele do que da Lívia achei ela meio sem sal, mas tudo bem.

Temos personagens secundários que trazem um certo brilho para o enredo e cativam até mais do que a personagem principal.A diagramação do livro é bem simples, narração é feita em primeira pessoa intercalando entre o ponto de vista dos dois personagens principais.  A escrita da autora é boa até demais, quero sim ler outra coisa da autora, por que esse livro não me cativou da forma que eu imaginava.

Em suma é um livro bom, mas para aqueles que gostam de uma pegada mais clichê e para quem realmente ama um romance hot..
Bia Coelho
Sou a Bia Coelho; 20 Primaveras, Mineira, mãe da Manu, alucinada por livros. Apreciadora de bons romances. Esposa do Christian Grey!Apaixonada pelo universo literário, leitora compulsiva, freelancer como Web design e projeto de escritora nas horas vagas. Bem vindos ao Entre Livros e Amores

[Série] MINDHUNTER

18 de janeiro de 2018

No fim dos anos 1970, dois agentes do FBI expandem a ciência criminal investigando a psicologia por trás de assassinatos e se aproximando, de forma alarmante, de monstros demasiadamente reais. Essa é a premissa da série Mindhunter, criada por Joe Penhalle dirigida por David Fincher. A sinopse em português dizia que a série retratava os policiais que cunharam o termo serial killer. Seja como for, este é sempre um texto complicado. Quando li achei que poderia ser interessante, mas não me animei. Sugeri para minha mãe, que andava querendo uma série nova e é telespectadora assídua de Criminal MindsCSI e afins. Mas então eu fui ver para ter certeza de que era bom, antes de colocar para ela assistir, porque, sim, minha mãe não mexe na Nétifliquis sozinha.

Enredos policiais são uma obsessão antiga tanto no cinema, quanto na televisão. No cinema o gênero foi tecnicamente inaugurado pelo curta-metragem português Os Crimes de Diogo Alves (1911, João Tavares). Depois vieram obras primas como M, O Vampiro de Dusseldorf (1931, dirigido pelo ícone Fritz Lang), o fabuloso Psicose (1960, o marco definido por Alfred Hitchcock) e o clássicoO Silêncio dos Inocentes (1991, criado por Jonathan Demme). Já a TV produziu a franquia mais longeva do ramo, Law & Order, além dos atuais nomes baseados em histórias reais que têm ganhado destaque e premiações, como o excelente O Povo Contra O.J. Simpson (está na lista para resenhar), que ganhou o Emmy e, claro, os narcotraficantes da vida.

Muitas dessas histórias acabaram tornando estes criminosos glamorosos, o que os levou a conquistar uma legião de fãs e seguidores que deram continuidade aos seus “legados”, em diversos sentidos. A capacidade do contador de criar um enredo cativante faz essas coisas. Basta pensar em Dexter. Mais tupiniquimente falando, temos o exemplo da novela Celebridade, que criou os vilões mais engraçados da TV e, Belíssima, cujo próprio autor ficou sem entender como as pessoas podiam simpatizar e torcer pelo vilão que não era nada além de alguém absolutamente ruim.



A tentativa de compreender a mente de uma pessoa perturbada e explicar seus atos está presente em todos nós. E está presente também em Mindhunter. Em dado momento, quando Bill, um dos agentes, tenta convencer o chefe do bureau da importância de seu trabalho, ele lança a fatídica pergunta: “Como antecipamos os loucos quando não sabemos como os loucos pensam?”. Só que esta pergunta, esta necessidade de compreensão, nas mãos de Fincher (o cara que entregou a adaptação americana de House of Cards para o mundo), percorre um caminho muito mais criativo e instigante. Seguindo as linhas de  Clube da LutaSevenZodíacoGarota Exemplaretc., Fincher cria um suspense que cativa e envolve pelo herói ao invés de pelo anti-herói. Você vai torcer e tomar partido pelos personagens, mas nunca pelo vilão. Reinventando os chamados procedural dramas (com um caso por semana), Fincher firma a trama na força das atuações e dos diálogos brilhantes, ambíguos, despretensiosamente profundos, enquanto diversas narrativas paralelas vão sendo desenvolvidas, organicamente, todas com o mesmo nível de importância.

Os dois primeiros episódios cuidam de explicar quem é Holden Ford (Jonathan Groff), o jovem agente especializado em negociação de reféns que, depois de uma ação em um sequestro que acaba com o suicídio do sequestrador, passa a tentar entender o que se passa na mente do criminoso. E ele está tão disposto a fazer o que for necessário para atingir sua meta, que pouco se importa em perder o respeito de seus colegas de trabalho ou a si mesmo no meio do caminho. Ao ser designado como assistente do veterano Bill Tench (Holt McCallany), Holden vê a oportunidade de continuar seus estudos.

Esta era uma época em que tudo precisava de um motivo concreto como explicação. Na maioria das vezes, uma decepção amorosa, algum sério problema de dinheiro ou qualquer razão mais palpável. Se um assassinato fosse cometido, sem ser seguido de roubo, bastava procurar pelo amante ou marido traído que o culpado seria encontrado; porque ninguém matava apenas por matar.

A década de 1970 trouxe o movimento hippie, o uso de novos entorpecentes, o amor livre, mas também trouxe guerras, violação de direitos civis e casos de assassinatos absurdos e aparentemente sem explicação clara, com mais intensidade. E eram estas ações não claras e cautelosas que faziam com que os assassinos seguissem livres e impunes. Se antes a polícia investigava os casos sob a tríade motivo/oportunidade/meio, tornou-se, então, imperativo mudar os parâmetros de avaliação dos grandes crimes que assolavam os EUA, como o notório caso de Charles Manson. E é neste conflito que a série lança o contraste entre o sentimento do público e as reais motivações do protagonista. Holden está infinitamente mais fascinado com a mente dos assassinos do que interessado nas vítimas.

Holden então começa a conduzir um longo experimento, repleto de pesquisas, que envolvem, inclusive, visitas a assassinos condenados nos presídios para entrevistas; entre eles está, Edmund ‘Ed’ Kemper (Cameron Britton), que trucidou os avós aos 14 anos, convenceu os psiquiatras de que estava recuperado e recebeu atestado de sanidade bem no dia em que levava no carro a cabeça de uma das seis adolescentes que havia matado, esquartejado e estuprado (necessariamente nessa ordem), até que, por fim, assassinou a própria mãe, arrancou-lhe a cabeça, que usou para praticar sexo oral e, triturou a faringe dela num processador de legumes. Mas calma, que nada disso aparece na história. Em tempo e para desanuviar o que for possível, vale destacar a excelente atuação milimetricamente estudada (aparentemente) de Britton, que ocupa a tela (não pelo seu tamanho e é bem mais fofo na vida real) todas as vezes que aparece em cena, com sua voz doce e seu jeito educado de contar seus atos.


Baseada no livro Mindhunter - O primeiro caçador de serial killers americano (Intrínseca), que conta a história real do agente John Douglas, responsável por criar o perfil dos serial killers na época em que a expressão nem existia e ninguém estava disposto a fazer o que ele fez: justamente ficar cara a cara com dezenas de assassinos famosos, conduzindo entrevistas que o ajudariam a traçar um padrão para entender quem são essas pessoas, Mindhunter é uma série “em camadas”, que vai aprofundando a trama na medida em que os próprios investigadores se aprofundam na mente destes criminosos; assim como acontece em toda e qualquer pesquisa que se preze.

Vemos nesta série o nascimento de uma ideia; aquela que deixa alguém inquieto, que a pessoa quer defender e provar a todo custo, que ninguém bota fé, mas que quando finalmente nasce, todo o mundo descobre que era exatamente do que precisava. Só que toda boa tese precisa de um bom orientador. Então entra em cena a Dra. Wendy Carr (Anna Torv), exatamente a psicóloga mais experiente que oferece a visão acadêmica necessária para a construção da tese, dos perfis. Viu? Olhe com mais amor para sua monografia, TCC etc.

Ainda como contraponto feminino, entra Debbie Mitford (Hannah Gross), a namorada de Holden, outra acadêmica, ou mais precisamente, uma universitária. Ambas as mulheres têm em comum a resistência ao FBI, que veem como uma instituição conservadora, a ponto de sentirem vergonha de estarem envolvidas com ela de qualquer forma. As duas são representantes da mulher moderna da década de 1970 e servirão como escalada para o desenvolvimento do próprio Holden; mas enquanto Wendy se mantém rígida e elegantérrima em seus propósitos, Debbie é a estudante, maconheira, que também servirá de parâmetro para o que significa uma sexualidade normal; assim como Bill, que é afetado por tudo o que acontece e serve de contraponto para a “anormalidade” de Holden, que nunca é afetado por nada.


Praticamente uma metalinguagem, o método transforma a série em um experimento de si mesma, à medida que teoria e prática se alternam ao longo dos dez episódios. Assim não há necessidade de descobrir um mistério ou apontar um culpado; isto já está posto. O problema a ser resolvido é o porquê, o famoso lado psicológico dos personagens. E tudo isso se reflete no ritmo da trama, que é mais lento. Você não verá grandes cenas de ação e não verá também nenhum dos crimes hediondos sendo cometidos, a não ser pelos milésimos de segundo da abertura da série. E ao contrário do que possa parecer a primeira vista, isto é uma inovação e uma vantagem para a série, que demarca sua força justamente pelo que não é visto, mas, de novo, pelo que é dito, pela atuação contida que cresce de acordo com a situação. É de uma agonia saber o que estes assassinos fizeram e mesmo agora, quando tenho que atualizá-la em minha mente para te contar da série, volto a sentir o mesmo mal estar. Mas não se assuste. Mesmo não sendo indicada para ser maratonada,Mindhunter é uma série que você merece ver! Fotografada com maestria, com a caracterização quase morta de todos os subúrbios, os letreiros gigantescos que apresentam as cidades, os close-ups nas entrevistas, a produção tem o apuro técnico dos grandes thrillers, o que também aparece no som. A trilha sonora é sensacional e funciona, de novo, como contraponto para a sutil criação dos efeitos sonoros que povoam cada um dos ambientes da série. Cada lugar tem seu próprio som; repare!

Uma curiosidade é que Charlize Theron, que viveu a serial killer Aileen Wuornos em Monster: Desejo Assassino, também assina a produção executiva.
 
O único senão da série é seu ápice. Embora este momento seja construído lentamente e até de forma previsível, fica a desejar quando acontece, no último episódio. Entretanto é um desenrolar que se mantém coerente com a toda a história. E ainda deixa a porta escancarada para a próxima temporada – que já foi confirmada – com uma história que eu matei na primeira cena, mas que não vou te contar qual é...
Como subproduto de uma cultura, o crime se atualiza, inclusive hoje em dia. A facilidade e o desapego para o assassinato estão muito maior, mas são tantos noticiários e programas sensacionalistas que talvez fique impossível para você responder à pergunta: Hoje o que é que te espanta? E acho que este é outro mérito da série, de voltar ao primeiro pensamento, à inquietação do pesquisador que faz você se assustar como realmente deveria, desde o episódio um. Você pode até se questionar por que raios você escolheria se assustar, sentir medo, se horrorizar, mas para além da adrenalina, a vida só tem sentido dentro de uma perspectiva, de um contexto que nos torne mais humanos. Espantar-se é preciso. A série abre esta possibilidade. Cabe a você escolher por onde quer andar...
Chris
Film maker, writer and cute. Escritora, cineasta e peça rara. Criadora de histórias que tocam o coração

[ Projeto Eu ♥ Nacional] Valentina K. Michael

17 de janeiro de 2018

Olá, meus queridos leitores!
Hoje vim apresentar a vocês uma autora maravilhosa. Tive a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre um dos seus livros e fiquei apaixonada pela escrita e desenvoltura dos personagens. Vamos conhecer um pouco mais  sobre as obras da Valentina K. Michael ?




O SEGREDO DOS SIGNOS:

SINOPSE:
Elena é uma jovem brasileira que cresceu cercada de excessiva proteção do pai e dos irmãos. Buscando independência própria e querendo encontrar um namorado para lhe acompanhar no casamento do irmão, ela vai passar uma temporada em Nova Iorque e em um momento de loucura, aceita a ideia da amiga e decide procurar o amor experimentando um homem para cada signo do zodíaco. Os encontros acontecem às claras, em um almoço; e as escuras, em um lugar apropriado, onde pode ocorrer sexo; ambos usando máscaras. Em meio a isso tudo, Elena tem que conviver com o amigo de infância, Joaquim Mafra, por quem ela tinha um amor platônico e agora o reencontrou. Joaquim, dono da rede de pubs Mafra, é um homem controlador e obsessivo, e ele está mais do que determinado a fazer todas as 12 chances de Elena, fracassar.
LINK: Aqui

ADMIRADOR SECRETO
 
SINOPSE:Olivia não sabia nada sobre ele, mas sabia que ele era atrevido, obsceno e a queria,ela não reconhecia aquela estranha sensação dentro dela, mas, de certa forma, achava excitanteo cerco se fechando ao seu redor, a pressão que o estranho estava fazendo.A jovem esposa tradicional e conservadora nem sonhava com o que estava prestes a conhecer...E ele já a conhece mais do que deveria.

LINK: Aqui




DELICIOSA OBSESSÃO:
SINOPSE:Nenhuma mulher esperta se aproxima demais de Enzo, Davi e Max os três executivos mais elegantes, sensuais e desejados da cidade. Entretanto, a jovem Maria Luiza escolheu o mais cretino e indecente de todos: Enzo Brant Marques. Quando Enzo a humilhou, ele nunca imaginaria uma revanche do destino. Após seis anos, Malu volta e ele amaldiçoa todo seu desejo e obsessão por ela. Porém, o que ela mais deseja é ignorá-lo em um plano de vingança. Enzo é determinado e obcecado e, junto com os amigos, arquiteta um plano simétrico e infalível para tentar encurralar Malu e dominá-la em uma cama. A pergunta é: qual dos dois conseguirá sair ileso desse apaixonante jogo?


LINK: Aqui
 






DELICIOSA PERDIÇÃO:

SINOPSE: Rebeca mudou-se para um lugar isolado na bela Angra dos Reis. Morando em frente ao mar, ela vivia reclusa por causa de um segredo que firmara com sua irmã.De repente, se vê dominada e apaixonada por um belo fotógrafo mochileiro que aparece do nada. Rebeca nunca sentiu-se elevada e feliz da forma que ele a fazia sentir.O que ela jamais sonharia é que o fotógrafo na verdade é um rico executivo em um disfarce planejado.Davi Brant queria algo que pertence a ele mas está em posse de Rebeca. Ele está furioso e obcecado e clama por vingança. Depois de planejar com o irmão e o amigo, ele assume uma nova identidade e vai atrás do que é seu. Ele só não esperava encontrar uma paixão como brinde.
LINK: Aqui


DELICIOSA TENTAÇÃO
SINOPSEAs três caixas de lembrancinhas de casamento que Julia fizera à mão eram um lembrete para ela nunca se envolver com um homem por mais de uma semana. Até que Malu, sua amiga, surge com um problema e ela resolve ajudar. O que ela não esperava era topar com Max Ferraz no meio dessa confusão toda.Max é tudo que ela sempre sonhou: bonito, inteligente, educado, bem de vida, simpático e muito bom de cama. Mas ela tem uma regra de nunca se acomodar e, sem ter o que fazer, acaba contando para Max o motivo pelo qual precisam se separar.Para Max, tudo começou com um plano de seduzir Julia para obter informações de Malu. Agora ele quer mais e vai convencê-la a ficar, nem que para isso precise recorrer aos mirabolantes planos dos amigos.O que Julia fará quando descobrir que mais uma vez foi enganada?
LINK:

TERAPEUTA 01:
SINOPSE:Com um histórico indecente, uma lista de espera de seis meses no consultório, e um código de barras na virilha, o Terapeuta sexual Sawyer Graham vive no mundo do glamour e da luxuria de Manhattan. Conhecido como o Divo do Divã entre as celebridades, paira como um Deus do sexo; intocável e carnal. 
Marianne Cooper, a designer de interiores, cai do nada no lugar errado e na hora errada. Os olhos do pervertido terapeuta caíram sobre ela.Marianne tem problema no relacionamento com o namorado, mas nunca esperaria que deitar em um divã seria sua salvação.E Graham, preferiu não contar ainda, que felizmente ela não deitaria sozinha no divã.
LINK: Aqui



TERAPEUTA 02:
SINOPSE:Depois de ter descoberto que fora enganada por tanta gente próxima incluindo sua mais nova paixão, o terapeuta; Marianne decide passar um tempo longe de tudo e todos, em um cruzeiro nas Bahamas. Sawyer, está rendido a enorme atração que sente por sua ex-paciente e vai atrás de Marianne. Mas ele sabe que tem muito ainda a vencer para ter ela por completo em sua vida. Mary é diferente de todas as mulheres que já passou por sua vida e consultório. Ele sabe que, assim que a trouxer de volta, terá que enfrentar os empecilhos e confrontar seu passado pervertido, mas por enquanto, ele vai jogar para não deixar sua amada saber de suas escolhas passadas. É hora do terapeuta se deitar no divã e contar todos os seus segredos.
LINK: Aqui

TERAPEUTA 03:
SINOPSE:Sawyer e Marianne se casaram e estão fazendo planos para a nova família, duas novas vidas estão chegando e isso é apenas algo comum para um casal lidar. Mas Sawyer ainda esconde segredos de sua esposa, tendo a certeza de que Marianne o deixará se descobrir.Baseado em suposições, ele vai cada dia mais se afundando no lamaçal de suas mentiras. Agora, tudo que ele precisa é fazer a escolha certa para manter sua pequena família ilesa de tudo que suas mentiras podem causar. Sawyer ama sua nova vida e não quer perde-la por nada, mas para isso, ele precisa estar liberto de segredos.Intenso, sensual e emocionante, embarque no desfecho do romance que conquistou milhares de leituras e agora está em seu capítulo final.
LINK: Aqui

 Vamos conhecer um pouco mais sobre a  Valentina?
1- Quando começou a escrever?
R:Comecei a escrever aproximadamente aos quinze anos quando descobri o que era uma fanfic. Mas meu primeiro romance foi
em 2014.
2-Quem mais te inspira?
R:As pessoas ao meu redor.

3-Como funciona seu processo de escrita?
R: Preciso estar tranquila e acima de tudo, eufórica com a historia.
Quando eu tenho uma nova ideia, eu preciso montar todo um esquema, como um roteiro, com capa, avatares para inspirar personagens, e resumos.
dai vem a parte legal que é marca a data de começar a escrever.  

4-Fale um pouco sobre sua trajetória no mundo literário :
R:om, eu me considero amadora ainda kkk, comecei a escrever pra valer em 2014, e graças a Deus, alcancei muitas coisas sem precisar ir ao limite.
Publiquei um livro por uma editora e estou publicando outro por outra editora. O processo sempre é difícil, sendo autora independente ou não, entretanto,
os frutos são colhidos; como por exemplo, até hoje todos meus livros lançados em e-book alcançaram 1º lugar e ficam por semanas como mais vendido.
Nunca imaginaria, lá em 2014 que ao abrir uma conta no Wattpad eu poderia um dia conseguir as coisas que tenho hoje.

5-Deixe um recadinho para os leitores do blog:
R:Quem já conhece meu trabalho, quero agradecer imensamente pelo apoio e carinho e espero que continue na caminhada comigo,
para conhecer novos mundos. Quem ainda não conhece meu trabalho, convido a conhecer.


 Então, leitores!
Perceberam que quando o assunto é livro nossa autora entende bem, né? Olha a quantidade de livros muito bem avaliados que ela tem. Eu li o segredo dos signos um livro de 800 páginas e fiquei maravilhada com a escrita dela é fantástica e se engane quem pensa que só por que o livro tem muitas páginas que a leitura é arrastada, muito pelo contrario quando cheguei ao fim queria mais páginas, pois a autora tem o dom de envolver os leitores. Valentina, eu te desejo todo sucesso do mundo mais ainda do que você já tem, saiba que as portas do Entre Livros e Amores sempre estarão abertas para você na hora em que precisar. Um grande abraço e mais uma vez sucesso.  
Bia Coelho
Sou a Bia Coelho; 20 Primaveras, Mineira, mãe da Manu, alucinada por livros. Apreciadora de bons romances. Esposa do Christian Grey!Apaixonada pelo universo literário, leitora compulsiva, freelancer como Web design e projeto de escritora nas horas vagas. Bem vindos ao Entre Livros e Amores

[ Resenha #91] Príncipe Partido

16 de janeiro de 2018
Titulo: Príncipe Partido 
Autora: Erin Watt
Páginas: 352
SinopseReed tinha tudo na vida: beleza, status e dinheiro. As garotas da sua escola matariam para sair com ele, os caras queriam ser como ele, mas Reed nunca tinha dado a mínima para nada disso. Nem para a família. Até que Ella Harper apareceu na sua vida. Quando Ella chegou à mansão dos Royal, o que ele mais queria era que a nova hóspede sumisse, mas ela o conquistou e, agora, Reed irá fazer de tudo para mantê-la por perto. Ella lhe dá segurança, lhe transmite paz, o aconchega... sensações que há muito tempo não sentia. Porém Reed comete um deslize e Ella se afasta por completo, trazendo caos à família Royal. Reed vê seu mundo desmoronar e toda a esperança de viver um romance com Ella desaparece. A garota dos sonhos de Reed não quer mais saber dele, porque sabe que se ficarem juntos, isso vai destruí-los. Ella pode estar certa. 'Príncipe partido' é a aguardada continuação de 'Princesa de papel'.
 Pode conter Spoiler do livro anterior

Olá, meus queridos leitores!
Já era para eu ter feito essa resenha a um tempo, por que já tinha programado ela para primeira semana de janeiro. Quando peguei o livro para dar uma olhada em algumas citações que eu havia marcado percebi que a pessoa aqui não tinha finalizado o livro, faltava umas cem páginas então lá fui eu terminar.   Vamos saber o que achei de Príncipe Partido?

 " Eu provoquei todo esse sofrimento, mas sei que posso  acabar com  ele se ela me der uma chance."
O livro se inicia no ponto exato em que o anterior termina. Ella foi embora, após flagra Reed em uma situação não muito favorável com a Brooks, sem querer ouvir ao menos sua explicação ela o deixa e vai embora. Reed está louco querendo encontra-la.Já vasculhou meio mundo e  nada! Ainda por cima tem que lidar com os olhares furiosos de seus irmãos já que eles sabem que  foi por culpa dele que Ella foi embora. Reed tenta por conta própria encontra-la, mas quando ele vê que as coisas estão saindo do prumo ele resolve avisar o Callum. 


Extremamente estressado com a situação, Callum move céus terra e  muito dinheiro para que Ella seja encontrada. Como ele é um homem muito influente, não demora muito até encontrar o paradeiro da nossa protagonista. Callum consegue convence-la a voltar. Reed quer a todo custo o perdão de Ella, mas vai ter que comer o pão que o diabo amassou para conseguir ao menos toca-la.

Ella, volta mais decidida do que nunca. Fica feliz por voltar, mas ao mesmo tempo devastada por ter que conviver  no mesmo teto em que  o Reed. Quando ela volta para escola, já não  é novidade que ela é o assunto mais comentado, né? Inventaram tantos boatos a respeito do seu sumiço que nem ela conseguia acreditar na criatividade dessas pessoas. Cada dia fica mais dificil ficar no mesmo lugar que o Reed já que ele está fazendo de tudo para reconquista-la.


 A situação na casa dos Royals está cada vez mais difícil, Brooks está gravida e isso é um grande tiro no escuro. Dinah está cada vez mais  sedenta por dinheiro. Reed está  cada vez mais apaixonado por Ella. Ella só quer ficar livre de toda essa situação. E os Royals. bom eles só querem que todo esse pesadelo acabe logo. Um livro recheado de descobertas, amor, rendição e muitas reviravoltas.


" Os Royal  não conversam sobre sentimentos."
  Tapa na minha cara esse livro!

 Vocês devem até estar estranhando, já que sou o tipo de pessoa que gosta tanto de falar do enredo ter falado tão pouco, mas como quem leu esse livro já deve saber que qualquer palavrinha a mais que eu colocasse aqui iria estragar a surpresa de vocês, por que sim esse livro  é o famoso  Que tiro foi esse?   É um tiro atrás do outro então para quem amou Princesa de Papel, aconselho já ir preparando o colete a prova de balas  brincadeiras a parte . 

 No inicio pensei que não ia conseguir da continuidade ao livro, pois estava uma leitura muito arrastada. Minhas amigas falaram que era assim mesmo que em algumas páginas eu não iria mais consegui largar o livro. Depois dos primeiros capítulos que a coisa começou a fluir mesmo e eu ficava só na base do  Meu deus, nossa senhora! Juro, esse enredo está bem melhor que o outro, não sei  se é por que já estamos mais familiarizados com os os personagens ou algo do tipo. 

Reed conseguiu me ganhar só nesse  livro, no primeiro eu o achava um tanto machista, eu gostava dele, mas comecei a pegar carinho por ele nesse livro. Nada justifica o que ele fez no outro livro, mas diante  de sua mudança eu consigo até compreender o que ele fez. Tem uns que falam que não, mas eu acho que o Reed amadureceu, ele tá mais centrando e as vezes pensando umas duas vezes antes de falar. Começou a ter mais atitudes de homem e pensar como um homem. Ele ta com um senso bem mais protetor em volta da Ella e dos seus irmãos.

" Nos todos gostamos, por que essa garota entrou nessa casa como um furacão e fez tudo ganhar vida novamente."

Ella por muitas vezes ao longo desse livro me irritou, dando uma de arrependida nas coisas que fazia. Teve  horas que nem parecia a mesma menina destemida que eu tinha conhecido no primeiro livro. Menos mal que essa situação vai mudando e ela começa a voltar a ser a antiga Ella.  Uma das cenas que eu mais gostei foi quando Ella colocou Jordan em seu lugar, vamos combinar que já estava demorando né? A Jordan só pode ser enviada das profundezas. 


Esse livro tem mais haver com os personagens secundários dos que os principais.  Callun eu te venero, gente esse homem irá te surpreender muto nesse livro. Eu sempre o achei muito passivo e achava que dinheiro  resolvia tudo, mas assim como Reed nesse livro el calou minha boca. Brooks está mais odiosa do que nunca, a cada página que eu passava o ranço era maior ela consegue ser mais dissimulada ainda do que no primeiro. Dinah continua aquela cobra venenosa de sempre e tem um segredinho dela que me deixou tipo  Como assim? 


Os Royls tem muitos segredos e para ser bem sincera se esse livro já foi tiro, porrada e bomba  não quero nem imaginar o outro. Nesse volume temos reviravoltas e histórias esclarecidas. Não ficou nenhuma ponta solta, mas senhor o que foi aquele final,  a mega surpresa do fim eu meio que já esperava não sei por que, mas mesmo assim foi uma surra na minha cara. Sabe aquele livro que te deixa estasiada? Foi esse livro, como citei a alguns parágrafos quando dei inicio tava tudo tão arrastado que pensei que iria desistir, graças a deus não desisti. 

 A diagramação segue padrão ao livro anterior. Essa capa está maravilhosa! A narração continua em primeira pessoa tendo mais pontos de vista do Reed do que da Ella, e eu gostei de poder entrar um pouco no mundo particular do Reed e saber um pouco mais sobre suas fraquezas, medos e tudo mais.

Em suma, o livro é maravilhoso! O enredo muito bem trabalhado a ponto de arrancar suspiros de todos os leitores e levando você de amor ao ódio em poucos segundos. 




Bia Coelho
Sou a Bia Coelho; 20 Primaveras, Mineira, mãe da Manu, alucinada por livros. Apreciadora de bons romances. Esposa do Christian Grey!Apaixonada pelo universo literário, leitora compulsiva, freelancer como Web design e projeto de escritora nas horas vagas. Bem vindos ao Entre Livros e Amores

[ Resenha #90] A Força que nos atrai

15 de janeiro de 2018
Titulo: A força que nos atrai 
Autora: Brittainy C. Cherry
Editora: Record
Página: 308
Sinopse:Graham e Lucy não foram feitos um para o outro. Mas é impossível resistir à atração que os une.Graham Russel é um escritor atormentado, com o coração fechado para o mundo. Casado com Jane, um relacionamento sem amor, ele vê sua vida virar de cabeça para baixo quando Talon, sua filha, nasce prematura e corre risco de morte. Abandonado pela esposa, ele agora precisa abrir seu frio coração para o desafio de ser pai solteiro. A única pessoa que se oferece para ajudá-lo é Lucy, a irmã quase desconhecida de Jane. Apaixonada pela vida, falante e intensa, ela é o completo oposto de Graham. Os cuidados com a bebê acabam aproximando os dois, e Lucy aos poucos consegue derreter o gelo no coração de Graham. Juntos, eles descobrirão o amor, mas os fantasmas do passado podem pôr tudo a perder.



Olá, meus queridos Leitores! Tudo bem com vocês?
Hoje vim trazer a resenha do último livro da série  Elementos.  Essa série devastou meu coração, cresci muito lendo ela, me apeguei aos personagens, tive vontade de coloca-los várias vezes em meu colo. A autora construiu uma série maravilha trazendo situações relacionadas ao nosso cotidiano. Então vamos saber o que achei de  A Força que nos atrai?



 Graham é filho de um dos maiores escritores do mundo. Mas não pense que ele é feliz por isso. O autor que todo mundo idolatra não é o mesmo que chegava dentro de casa alcoolizado e proferindo palavras ofensivas e baixo calão para ele e isso fez com que Graham se afastasse do pai. Até que ele recebe a noticia de sei falecimento . Mesmo não tento um laço afetivo muito grande com o pai ele segue os caminhos dele vira um grande escritor. Hoje ele está bem, casado com Jane e agora estão esperando um bebê, bom isso não estava nos planos do casal já que ambos são obcecados por trabalho.  Jane assim como Graham nunca foi muito ligada a sua família, mas até então ele nunca fez questão de questiona-la sobre.  Graham só vai saber o verdadeiro significado da palavra amor apos o nascimento prematuro de sua pequena filha e foi exatamente nessa hora que ele  perde o chão, pois sua esposa o abandona quando sua filha ainda está internada. 


Lucy. sempre foi uma sonhadora de alma livre assim como sua mãe, ama a natureza e tem um estilo meio Hippie, mas quem liga? Ela cresceu assim. Sua irmã mais velha não aceitava o seu espirito livre e acabou  mudando e raramente da noticias, isso se de ainda. Com isso Lucy acaba ficando sobrecarregada trabalhando em dois lugares para ajudar sua irmã que está com câncer, mas ela decide abri mão de um para passar mais tempo com a irmã e por um descuido acaba descobrindo que o marido da irmã esta indo embora por que  isso é demais para ele. Ela é a única que não deixa irmã deixar de lutar pela vida. Eis que passa anos e sua irmã esta bem! Com isso elas realizaram um sonho antigo que era abrir uma floricultura e viver disso. Em um dia qualquer elas acabam recebendo uma enorme encomenda para um funeral e Lucy é quem vai levar as flores. 


Chegando lá ela descobre que não é apenas um funeral, e sim o funeral. E também descobre que é de um dos seus autores favoritos. Era uma coisa fora do comum já que as pessoas estavam pagando para entrar no estadio e assistir o velório. Eis que ela faz amizade com uma mulher e acaba entrando  para assistir o tão glorioso funeral.Então ela se depara com  Graham fazendo seu discurso e fica um tanto emocionada- mal sabendo ela que ele tinha pegado o primeiro papel de fã que que tinha visto e lido para todos como se fossem as palavras dele.- Quando a cerimonia esta para acabar ela entra em uma sala para recolher suas flores e la encontram  Graham e por uma ironia eles acabam ficando presos. Quando a porta se abre ela não acredita o que esta diante de seus olhos, sua irmã que mal ligava e dava noticias estava grávida e era casada com ele. Ao perceber o rubor em seu rosto e que eles haviam a chamado por nomes diferentes, Graham descobre que Jane é irmã de Lucy. 

 Eis que o destino deles estão cruzados. Em um ato de desespero Graham procura Lucy para saber se ela tem noticias da irmã e acaba contando que ela deu z luz prematuramente e que sua filha estava no hospital. Lucy com todo seu coração bom se  oferece a ajuda, mas Graham é um homem cheio de receios e agora ele vivem em prol de sua filha. Só que com o tempo ele percebe que sozinho  não vai da conta. E então aceita a ajuda da Lucy. Só que na vida nem tudo é um mar de rosas, quando você pensa que a maré está fraca ela vem e derruba seu barco, será que o barco deles é forte o suficiente para enfrentar todas as tempestades de questão por vir? 


 Maravilhoso!!!!
 Eu sou fã de carteirinha da autora e isso quem já é leitor antigo do blog sabe, qualquer livro que ela lançar com toda certeza do mundo eu vou ter. Esse livro me tocou de uma maneira diferente, pois temos um enredo voltado mais para o meio familiar. Eu me senti tocada com o nascimento da filha do Graham,pois assim como a filha dele nasceu prematura a minha também nasceu então eu pude compartilhar dos seu sentimentos de uma maneira verdadeira. E realmente todas as incertezas que ele sentiu ao leva-la para casa foram as minhas quando eu levei minha Manu para casa então esse enredo para mim se tornou mais intimo, ainda não é meu preferido por que ninguém toma o lugar do Logan o menino dos meus olhos, mas esse enredo me tocou intimamente pelo lado familiar. 


Lucy é uma personagem maravilhosa, acho que de mulher ao longo de todo série posso afirmar que ela é minha favorita. Ela é forte com F maiúsculo e em algumas situações do livro tive vontade de chorar por ela. Por que acima de tudo ela é uma pessoa de coração bom  e puro que tenta enxergar sempre os dois lados da situação, ela não consegue se entregar pela metade com ela é oito ou oitenta. Isso me cativou muito , um personagem com espirito livre, mas que te faz ter a certeza que sempre quer ficar. A história dela é linda e eu não conseguia compreender o que algumas pessoas faziam contra ela e isso me doeu de uma maneira que não sei explicar. 


Graham, foi um personagem que é notório o seu crescimento desda a primeira página do livro até a ultima. Vemos o quanto um filho pode mudar um homem. Ele começa a perceber que nem tudo é como ele imaginava. Ele tenta ser para filha dele o que o pai  não foi para ele. O mais lindo de se ver é ele tentando fazer tudo para a ela, tentando entender como funciona a vida de uma criança, mesmo tendo que escrever seu livro ele se esforça para ser um bom pai e um bom autor. A força de vontade dele é incrível acho que foi isso que me cativou . Por que no inicio ele é meio ogro, mas com o tempo entendemos bem a situação. 

Os personagens secundários me levaram de amor ao ódio, as irmãs da Lucy me fizeram ter vontade de soca-las por várias vezes até por que só podem ser loucas. O senhor que ajuda o Graham em sua escrita e processo de criação é um homem muito sábio e tem um carinho enorme por ele e foi um personagem que eu logo simpatizei. Temos outros personagens também, porém com  passagens rápidas.

O romance do livro acontece de uma forma muito natural, nada forçado. Você consegue senti que ele é verdadeiro, mesmo eles não querendo acreditar. Eles não se declaram de imediato e muito menos é amor a primeira vista. Se declaram através de gestos simples do dia-a-dia, vemos eles passarem por cada estagio de quando alguém se apaixona e é de encher o coração você vê que é tão puro e verdadeiro, mas nada é tão simples e se eles quiserem ficar juntos tem muita coisa a ser feita. O legal e que as coisas vão acontecendo de modo que você não espera. Quando vai chegando ao fim do livro é só bomba atrás de bomba que vai sendo revelado que o leitor fica de queixo caído


A diagramação do livro está perfeita! Não tenho nada a reclamar, a fonte em um tamanho bom e folhas amareladas. A narração é feita em primeira pessoa pelo ponto de vista de ambos, para mim não existe narração melhor do que em primeira pessoa ainda mais nesse caso que temos protagonistas totalmente um ao inverso do outro. Essa narração nos permite conhecer um pouco mais da vida de cada um, como por exemplo temos alguns  flashes da infância do Graham que fazem toda diferença ao longo da história. 

Em suma, o livro é maravilhoso aquele livro que você lê e termina com o coração cheio querendo indicar ele para o máximo de pessoas possíveis e que as pessoas possam se inspirar na bondade e pureza da Lucy e na garra e força de vontade de Graham!



 


Bia Coelho
Sou a Bia Coelho; 20 Primaveras, Mineira, mãe da Manu, alucinada por livros. Apreciadora de bons romances. Esposa do Christian Grey!Apaixonada pelo universo literário, leitora compulsiva, freelancer como Web design e projeto de escritora nas horas vagas. Bem vindos ao Entre Livros e Amores

Projeto: Eu ♥ Nacional

12 de janeiro de 2018

Olá, meus queridos Leitores.
Hoje vim falar de um projeto que estou desenvolvendo desde o inicio do blog, mas esse ano quero dar um espaço maior a ele. Vamos conhecer um pouco mais o projeto?

Eu ♥ Nacional, surgiu com a vontade de ajudar na divulgação dos  autores, pois ao longo da minha vida como leitura percebi o quanto é difícil para um autor divulgar suas obras. É  um trabalho que faço com todo amor e sem querer nada em troca, quando fiz o convite a algumas autoras, sei que algumas ficaram meio desconfiadas por eu não querer nada, mas  eu realmente não quero. Sei o quanto uma divulgação faz diferença e é esse meu objetivo.

 Como funciona?
 O  autor que tem interesse entra em contato comigo através do e-mail,  me falando se tem interesse em participar do projeto. Então eu mando para ele uma lista das informações que preciso para montar o post e ajudar na divulgação. Caso o autor queira fazer parceria com o blog ai conversamos a parte.

 Posto uma vez ou duas vezes na semana sobre o projeto no blog, então vou seguindo uma ordem de autores participantes. Quando  chegar a vez do autor eu aviso e a única coisa que peço é que ele divulgue nem que seja uma vez em seu perfil no facebook e siga o blog.

 Como eu divulgo o post do projeto?
 Assim como qualquer outro post do blog eu divulgo para os meus seguidores do instagram, twitter e page no facebook, nas comunidades do google+ e nos grupos literários do facebook.

 Sei que o blog não  é grande e muito melhor o que se destaca, mas estou disposta a ajudar aqueles autores que precisam de divulgação e um espaço para falar um pouco sobre ele e dar a chance dos leitores o conhecer melhor.

Caso algum autor tenha interesse em participar do projeto basta enviar um e-mail para: bianca-silvac@hotmail.com com o assunto:" Projeto eu amo nacional"  que respondo em até 48 horas!

Bia Coelho
Sou a Bia Coelho; 20 Primaveras, Mineira, mãe da Manu, alucinada por livros. Apreciadora de bons romances. Esposa do Christian Grey!Apaixonada pelo universo literário, leitora compulsiva, freelancer como Web design e projeto de escritora nas horas vagas. Bem vindos ao Entre Livros e Amores

Vamos conhecer o Planner Literário?

11 de janeiro de 2018

Olá, meus queridos leitores!
Hoje vim trazer para vocês um post de dicas, vim falar sobre meu  Planner. Confesso que nunca fui lá a pessoa mais organizada da família, mas depois que comecei a usar o Planner e montar meu cronograma vi que tudo fica mais fácil. Esse planner é  somente para a área literária, mas existe outros tipos de planner's para quem tem interesse como por exemplo: Planner financeiro, minha amiga tem e disse que ajudou ela bastante saber o que ela faz com o dinheiro dela. Então creio que para uma pessoa que quer ser um pouco mais organizada  é uma ótima pedida 

Eu comprei através de uma indicação da Thays, do blog Thays M. de Lima. Achei interessante e com um preço acessível já que ele dura em média um ano. O legal é que você pode escolher de que mês até que mês que seu planner vai, o meu vai de Novembro do ano passado até outubro desse. 

Como eu costumo escrever as coisas do Planner?
 Gosto de me organizar por semana,  para realmente não me perder. Única coisa que eu coloco por mês são filmes que eu quero assistir só para realmente não esquecer. Cada pessoa faz de um jeito, tem pessoas que gostam de montar o mês todo por achar mais prático,  mas eu não. Vou indo por semana de acordo com que tenho que postar no blog.  Quando surge ideia  para post eu deixo anotado na parte que tem para anotações ou na parte de " Não posso esquecer esse mês". 

 O que eu mais gosto no planner?
 Para ser sincera gosto dele como um todo,  mas tem partes que realmente fazem a diferença, como por exemplo: Resenhas,  eventos literários,  e as avaliações que temos que fazer de 1 a 5 estrelinhas. Para gente que é blogueira sabe o quanto isso facilita, pois as vezes terminamos de ler um livro hoje, mas só vamos fazer a resenha daqui a cinco dias então já sabendo sua avaliação é meio caminho andado para se lembrar do por que gostamos ou não gostamos daquele livro. Tenho costume também de na aba que tem somente os dias do mês com espaços para anotação  eu anoto pontos positivos do livro e se tiver negativos também, isso me ajuda muito  na hora de fazer uma resenha . 

 Onde comprei e qual valor?
 Comprei na Agenda Storie (Aqui!)
Valor:59,90 + frete
Para mim foi um valor até em conta já que vale um ano.

 Bia, no momento eu não tenho dinheiro, posso encontrar algum online e imprimir?
 Gente até há um tempo atrás eu fazia isso e acho super válido também, vou deixar aqui o link de alguns caso alguém tenha interesse em baixar. Não esqueçam de ir no blog da pessoa e deixar pelo menos um comentário agradecendo, pois dá um lindo trabalho fazer.
 O blog Rilismo  disponibilizou um planner lindo todo decorado (Aqui)
O Blog Através  da Linda também disponibilizou: Aqui

  Como  posso me organizar melhor?
  Isso vai muito de cada um, você pode pegar uma agenda e fazer ela como planner do seu jeito. Marcando datas imprtantes, posts que não podem faltar, coisas que você quer fazer e o que tem que fazer. Acho super válido qualquer coisa que te ajude a ser uma pessoa mais organizada.
 Bom essas dicas funcionaram muito comigo espero que funcione com vocês!

Agora vou mostrar um pouco mais sobre meu Planner e algumas informações dele!





QUAL O TAMANHO DA AGENDA, QUANTAS PÁGINAS E O QUE VEM NAS PÁGINAS?
– AGENDA PLANNER LITERÁRIA POR PERÍODO (SELECIONE O PERÍODO DESEJADO)
– TAMANHO: 15CM (LARGURA) X 21CM (ALTURA)
– QUANTIDADE DE PÁGINAS: 332
– CAPA DURA MODELO PADRÃO (foto anúncio) – FRENTE E VERSO COLORIDO COM LAMINAÇÃO
– FECHAMENTO ELÁSTICO: SIM
– ENCADERNAÇÃO: WIRE-O – COR BRANCA
– MIOLO PAPEL OFFSET 75G – IMPRESSÃO COLORIDA
– ANOTAÇÕES DOS DADOS PESSOAIS
– CALENDÁRIO 2017 E 2018
– PRINCIPAIS FERIADOS NACIONAIS NO PERÍODO
– ANOTAÇÕES PARA OUTROS FERIADOS E DATAS COMEMORATIVAS
– CONTROLE DE SENHA E ACESSOS DAS PRINCIPAIS REDES SOCIAIS
– CONTROLE FINANCEIRO ANUAL (PERÍODO)
– AGENDA DE CONTATO
– PRIMEIRA PÁGINA DO MÊS PARA ANOTAÇÕES COM CALENDÁRIO MENSAL E FASES DA LUA
– CHECKLIST DO MEU DIA A DIA
– ANOTAÇÕES DOS PRINCIPAIS EVENTOS LITERÁRIOS NO MÊS
– ANOTAÇÕES DO QUE LER NO MÊS
– ANOTAÇÕES DO QUE ASSISTIR NO MÊS (FILMES E SÉRIES)
– METAS E DESEJOS DO MÊS | ANOTAÇÕES DE INSPIRAÇÕES LITERÁRIAS
– CALENDÁRIO MENSAL PARA VISUALIZAÇÃO E ANOTAÇÕES
– ANOTAÇÕES DOS MEUS PROJETOS E PUBLICAÇÕES NAS REDES SOCIAIS
– ANOTAÇÕES DAS RESENHAS A SER FEITAS NO MÊS
– PÁGINAS SEMANAIS PARA ANOTAÇÕES LIVRES (COLAR POST´ITS, ETC)
– PÁGINAS DIÁRIAS COM 4 DIAS POR PÁGINAS PARA ANOTAÇÕES DIÁRIAS
– RESUMO E CONSIDERAÇÕES FINAIS DE CADA MÊS
– SISTEMA COM AVALIAÇÃO DE COMO FOI SEU DIA (DE 1 A 5 ESTRELAS)
Bia Coelho
Sou a Bia Coelho; 20 Primaveras, Mineira, mãe da Manu, alucinada por livros. Apreciadora de bons romances. Esposa do Christian Grey!Apaixonada pelo universo literário, leitora compulsiva, freelancer como Web design e projeto de escritora nas horas vagas. Bem vindos ao Entre Livros e Amores
 
© Entre livros e amores - janeiro/2018. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda Widget inspirado/base do menu por MadlyLuv
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo