4 de agosto de 2016

[Resenha #28] : Insano

Titulo: Insano
Autora: Andy Collins
Skoob:Clique Aqui ♥


Sinopse:
“Gael Trent Malloy é o famoso vocalista da banda de Rock Originals, depois de um trágico acidente no palco que o deixa impossibilitado de andar, o sexy vocalista tenta recuperar seus movimentos com a ajuda dos seus amigos, o que ele não esperava era que, ao longo dessa jornada seu caminho cruzasse com o de Hanna Daves, a doce pintora que consegue quebrar suas barreiras sem nem ao menos mover um músculo.Com ela, ele vai descobrir que suas limitações físicas não são nada diante do que a consome.Ele nunca quis ser a salvação de ninguém, até hoje.”

 Olá pessoal tudo bem? Espero que sim, vamos a mais uma resenha?! 
Gael nunca gostou do som do seu nome, todos o chamam Malloy. Só uma pessoa o chamava pelo primeiro nome... Até ela aparecer!Gael é um típico playboy. Roqueiro, tatuado, sarado, lindo e venerado.Tem todas as mulheres que quer aos seus pés tem tudo e quase não valoriza nada. 

Tudo se esvazia e passa rapidamente sem sentido. Pessoas, lugares, álcool, droga, sexo louco com mulheres que nunca viu e nem queria voltar a ver.Mas um acidente faz com q perca o rumo! Mais que isso perde a sensibilidade das pernas e, é obrigado a aceitar andar numa cadeira de rodas enquanto faz fisioterapia.Mal sabe ele que é esta cadeira, a mesma que ele detesta que lhe trará sua maior felicidade.



Hanna é voluntária no hospital onde Gael está se tratando. Num esbarrão ela literalmente cai no colo do Gael, e a partir de então é justamente seu colo, seu abraço onde ela encontra toda paz que sempre buscou.

Hanna sofreu a pior discriminação que pode existir. Foi renegada pelos pais. Cresceu com a governanta e foi esta que lhe deu amor e carinho, foi ela a sua mãe. Hanna nunca soube o que era ter uma família e nunca compreendeu a reação de seus pais. Porque seus pais não a amavam?





Hanna achava que era incapaz de amar, até cair no colo do Gael.Ali naquele momento iniciou um vínculo de carinho, amizade, paixão, luxuria, e amor ... Muito amor.Gael e os integrantes da banda passam a conviver com Hanna que descobre rapidamente que família não é composta somente de quem tem seu sangue.Família é composta por quem se ama. E isso não falta nesta história cheia de amor e amizades que formam uma grande família e, juntos vivem muitas aventuras.


Hanna achava que era incapaz de amar, até cair no colo do Gael.
Ali naquele momento iniciou um vínculo de carinho, amizade, paixão, luxuria, e amor ... Muito amor.Gael e os integrantes da banda passam a conviver com Hanna que descobre rapidamente que família não é composta somente de quem tem seu sangue.Família é composta por quem se ama.
E isso não falta nesta história cheia de amor e amizades que formam uma grande família e, juntos vivem muitas aventuras.
Hanna ajudou Gael a se reerguer e caminhar.Gael ajudou Hanna a se encontrar.Porque o amor é assim.Vem de onde menos se espera, sem endereço ou lógica.Como uma avalanche derruba seus muros de proteção. Se agarra, se infiltra e penetra não só cada célula como devora sua alma.Quem ama necessita do amado, bem como necessita de ar.O amor te muda, te guia, te transforma, te transporta, e você entregue vira um apaixonado... 


31 de julho de 2016

[Resenha #27] Enfynie

 Titulo: Enfynie
Autora:Patricia  Fagundes
Editora: Novo Século (Talentos da Literatura Brasileira)

 Sinopse:Natasha Fernandes era uma menina comum, de vida confortável e monótona, até encontrar um misterioso amuleto, que mudaria drasticamente sua realidade. As fantasias que ela imaginava existir somente em fábulas se tornam realidade: o amuleto abre uma passagem que a conduz abruptamente para outro mundo. Agora, em outra dimensão, Natasha tentará ser firme, e manter as esperanças de um dia retornar, e novamente encontrar sua família e seus amigos. Enquanto isso luta para sobreviver aos perigos e desafios existentes em Enfynie, um planeta em outra dimensão repleto de vida inteligente e criaturas fantásticas.

Olá meus queridos leitores, tudo bem com vocês? Espero que sim!
Hoje vim trazer para vocês a resenha do livro Enfynie.
Foto retirada do instagram da autora @pat_fagundes 

O livro narra à história de Natasha uma jovem de 22 anos. Natasha não é muito sociável tem poucos amigos, mas é muito ligada a família. Sua rotina se define em faculdade e sua casa, apesar de não prestar muito atenção nas aulas por que sempre está desenhado ou perdida em seus devaneios. Natasha é bem focada em história e mitologia.
 
Foto retirada do instagram da autora @pat_fagundes 

Um dia voltando da faculdade em sua bicicleta Natasha se depara um objeto no chão e com muita curiosidade ela se aproxima e percebe que ele parece com uma espécie de dragão com os olhos meio avermelhados, então ela o leva para casa. Quando chegou em casa estava tudo normal como sempre, sua mãe tinha preparado o almoço então eles almoçaram e o dia passou normalmente a noite então chegou e Natasha adormeceu, quando ela acordou abriu a porta do quarto e tinha uma fumaça ela gritava pelo nome dos seus familiares e nada e nem ninguém a respondia,  mesmo com todo o medo ela resolveu entrar nessa fumaça  e ao longo que andava ela percebia que não estava em sua casa. Quando ela se deu conta estava em um lugar totalmente diferente, estava em uma caverna e viu um ser enorme e resolveu sair correndo com medo, mas para sua surpresa foi ela quem o assustou, era um bicho enorme que se comunicava com Natasha através do contato visual já que ele não entendia o que ela queria dizer, então ele se apresenta como Onglier  e explica que ela não está em seu planeta e sim em Enfynie. Natasha mal sabia que as coisas só estavam começando, as coisas no país de Enfynie era tudo ao contrario e literalmente extraordinário, Natasha agora terá que aprender a conviver com isso e achar uma maneira para ir embora de Enfynie.
 
Foto retirada do instagram da autora @pat_fagundes 
 O livro chegou até mim pela autora Patricia, de inicio estava custando a me acostumar com a Natasha já que ela era uma personagem muito mimada e cheia de devaneios, se eu pudesse mudar uma coisa na história seriam os devaneios dela que às vezes não tem necessidade, o livro explora muito o pensamento dela até o primeiro momento já que ela não entende muito bem o que os nativos de Enfynie falam. Uma coisa que me chamou muita atenção e gostaria de parabenizar a autora foi a criação do cenário e uma língua totalmente diferente da nossa e o mais legal ainda e que a autora explica  e meio que nos ensina um pouco. O enredo é rico em detalhes serio muito detalhista mesmo você pode se imaginar no lugar perfeitamente. A escrita da autora me agradou muito. A criação dos personagens e algo mágico coisa literalmente de outro mundo, acho que foi o que me envolveu mais na história. A evolução da Natasha foi surpreendente ao longo da história não era mais aquela menina cheia de frescura e não me toque ela amadureceu muito, aprendeu muito com todos daqueles daquela área. Os diálogos entre Natasha e Onglier são bem engraçados ainda mais quando ela tenta explicar ele algo da terra e ele fica olhando para ela como se ela fosse alguma aberração. Para quem gosta de fantasia esse livro e uma boa pedida eu gostei bastante, ainda estou encantada com os cenários e a língua. O mais legal e que ela explica tudo sobre cada raça e ainda tem desenhos (feitos pela própria autora) ao longo do livro que possa nos ajudar e imaginar melhor as coisas que passam na cabeça da Natasha. Um livro fascinante.

Foto retirada do instagram da autora @pat_fagundes 

 Espero que tenham gostado da resenha, até a próxima!