30 de novembro de 2016

[No cinema com a Bia] Filme: Já estou com saudade

Titulo: Já estou com saudade
Duração: 1h e 52 minutos
Gênero: Comédia dramática.
Ano de Lançamento:2015

 Sinopse: Jess (Drew Barrymore e Milly (Toni Collete) são melhores amigas desde a infância. Enquanto Milly se casou, teve dois filhos e construiu uma carreira de sucesso, Jess decidiu levar uma vida mais pacata ao lado do marido Jago (Paddy Considine).Apos se submeter a um tratamento, Jess enfim consegue engravidar. Mas a noticia vem justamente quando Mily descobre ter câncer de mama e precisa passar por quimioterapia, o que necessitará de apoio não apenas da amiga, mas de toda a família. 

Olá meus queridos leitores, estão com  saudade da coluna  No Cinema Com a Bia ?
Sei que demorei muito para postar, mas tenho uma boa noticia, a partir de hoje essa coluna será postada uma vez na semana, e por isso eu demorei muito a postar, pois assisti muitos filmes para trazer resenhas para vocês e hoje vim falar desse filme, que me surpreendeu.


 O filme conta a história de duas amigas, Jess e Milly. Milly hoje está casada, mãe de dois filhos e tem uma vida maravilhosa, tem o emprego dos sonhos e está na sua melhor fase. Já Jess  está casada a um bom tempo, vive com seu marido em um barco, seu sonho sempre foi ser mãe. Em um belo dia Jess, descobre que está grávida depois de tantas tentativas, estava feliz queria sair correndo é contar para sua melhor amiga. Milly acaba de ser diagnosticada com câncer de mama e isso a faz perder o chão.  Quando Jess descobre a doença de Milly, ela fica abalada e não quer contar para amiga sobre sua gravidez ao invés disso ela se dedica totalmente a ajudar a amiga nessa longa jornada contra o câncer.



 O filme começa com uma pegada meio comédia e você ri que é uma beleza, mas aos poucos a comédia vai dando lugar a um drama muito bem desenvolvido, onde os focos são a amizade e a jornada contra o câncer.



Não pude evitar fazer comparações da amizade das personagens entre a minha e da minha melhor amiga, se eu soubesse que minha melhor amiga estivesse com câncer eu abriria mão de tudo para ajuda-la assim como Jess fez (meu olhos encheram de água só de imaginar essa possibilidade.) o filme nos mostra o quão leal é uma amizade, mas amizade de verdade não meros colegas de farra, pois quando Milly precisou quem estava do seu lado era sua família e a Jess.



 O filme nos trás um pouco sobre o câncer, é foi muito realista a forma pregada. A atriz caprichou na interpretação e acho que isso me tocou profundamente, no momento em que ela foi piorando eu não conseguia parar de chorar. Teve horas que achei a Milly um tanto arrogante, pois todos queriam ajuda-la, mas as vezes ela era tão grossa que eu não sei como as pessoas conseguiam ficar perto dela, mas então percebi que era o jeito dela de se dar com a situação toda.



As atrizes realmente se entregaram para o papel, não tenho nada a reclamar, muito pelo contrario só tenho elogios a fazer. As cenas vão passando e você vai sofrendo junto com elas. As aventuras que elas vivem nos mostra o quão linda é a amizade e o companheirismo delas.  Não tem como não se emocionar, eu me emocionei e estou emocionada escrevendo essa resenha. O filme tem seus autos e baixos, que vão fazer vocês se questionarem sobre algumas atitudes dos personagens, mas no fim entenderão completamente. Só uma coisa que tenho a dizer esse filme você começa sorrindo e termina se emocionado.



 Queria muito que muitas pessoas assistissem esse filme, para dar um pouco mais de valor as coisas ao redor. O enredo foi muito bem trabalhado isso foi um ponto muito positivo, no filme vemos cada estagio que uma pessoa que tem câncer passa. Assim que o filme acabou eu estava em prantos e a primeira coisa que eu fiz foi mandar uma mensagem para minha melhor amiga e agradecendo ela por tudo e por todos os momentos, e agradecendo por sempre está do meu lado.  




Espero que tenham gostado, e quem puder assisti , assistam é maravilhoso. Vejam o trailer: