2 de janeiro de 2018

|Resenha #87| O Silêncio das Águas


Titulo: O Silêncio das Águas
Autora: Brittainy C. Cherry
Editora:Record
Páginas: 364
Sinopse:Da autora de O Ar Que Ele Respira e A Chama Dentro de Nós, uma história de amor que precisará vencer todos os obstáculos.Quando a pequena Maggie May presencia uma cena terrível à margem de um rio, sua vida muda por completo. A menina alegre que vive saltitando de um lado para o outro e tem uma paixonite por Brooks Griffin, o melhor amigo de seu irmão, sofre um trauma tão grande que acaba perdendo a voz. Sem saber como lidar com o problema, sua família se vê em uma posição difícil e tenta procurar ajuda, mas nenhum tratamento vai adiante. Ao longo dos anos, Maggie aprende sozinha a conviver com os ataques de pânico e, sem conseguir sair de casa, encontra refúgio nos livros. A única pessoa capaz de compreendê-la é Brooks, que permanece sempre ao seu lado. A cumplicidade na infância se transforma em amizade na adolescência, até que um dia eles não conseguem mais negar o amor que sentem um pelo outro. Mas será que o forte sentimento que os une poderá resistir aos fantasmas do passado e a um acontecimento inesperado, que os forçará a navegar por caminhos diferentes?
Olá, meus queridos leitores!
Briguei  até para a imagem da capa do livro ficar do lado oposto do que está, mas ela não quer ficar por que se eu colocar ela do outro lado altera no rodapé da postagem, então vão se acostumando que  será sempre assim. Mas vamos lá! Primeiro post de 2018! Quero desejar a todos vocês um ano cheio de realizações, fé, amor e muitas leituras. Vamos falara agora de algo que nós gostamos? Livros!  O Silêncio das Águas  foi uma surpresa para mim, vamos saber o que eu achei?


Meggie é uma menina sonhadora e pra lá de cativante. Ela e seu pai acabaram de se mudar para casa da namorada dele. Ela sempre sonhou em ter uma mãe  e agora é o momento certo. Meggie está com seis anos e está apaixonada pelo melhor amigo do seu "irmão". Ela colocou em sua cabecinha que Brooks era o amor da sua vida e para que isso fosse realmente selado,Maggie resolveu que queria se casar com Brooks na floresta. Brooks acha meio estranho até por que ele é um garoto e não tem esses pensamentos de mocinha que a Maggie tem, mas ele acaba aceitado. Eis que no dia do casamento Maggie estava toda animada e  então segue até a floresta. Então ela vê algo que não  deveria ter visto e isso fez com que ela caísse em um profundo silencio, ela ão conseguia mais falar, de tão grave foi esse trauma. 


Os anos se passaram e Maggie agora é uma adolescente e arrumou seu próprio jeito de se comunicar já que ela não falava. Brooks não saia do seu lado o tempo inteiro e a compreendia mesmo na imensidão do seu silêncio tudo que se passava com ela. Ele contava a ela sobre seus amores e ela sobre seus livros, mas querendo ou não eles sentiam algo a mais um pelo outro era inevitável e até para certas pessoas impossível, mas mesmo assim ela abaixou a guarda e deixou Brooks entrar de vez em sua vida. 
"Maggie May, você é minha música preferida"

Brooks juntamente com os irmão da Maggie tinha uma banda de garagem e na opinião de Maggie mais gente precisava vê isso. Eis que ela tem a grande ideia de compartilhar o vídeo dos meninos e isso chega até o empresario de uma das bandas mais badaladas do momento  e eles acabam embarcando nessa vida de astros. Maggie ainda tenta segurar sua paixão por Brooks que mesmo distante ainda faz questão de te mandar livros. Mas será que o amor deles irá suportar tudo?  Será que ira suportar a distancia? A fama  e tudo que vem com ela? 

" Por que as batidas do  seu coração pode fazer o mundo girar..."
Adorei!
Devem está até estranhado por falar tão pouco do enredo, mas como eu gostei de várias partes algumas eu considero até spoiler então não queria estragar a surpresa de quem vai ler. As vezes lendo só assim por alto o que eu falei pode até achar que é mais um livro qualquer, mas a autora se baseou um pouco em seu próprio silêncio para escrever esse livro, não que ela tenha passado por um trauma tão grande quanto a Maggie, mas no inicio do livro ela explica um pouco sobre o seu silêncio. 

Meggie no inicio do livro era uma personagem cativante e cheia de amor para dar e distribuir, mas depois que sua inocência foi roubada apos presenciar algo que não deveria, ela nunca mais foi a mesma. Confesso que em vários momentos achei a mudez da Meggie meio forçada, mas mesmo assim ainda a compreendia, pois não era eu que tinha passado por um trauma e cada um reage de uma maneira. Eu chorava quando as amigas da mãe dela falava mal dela por ela não conseguir falar, achavam que ela fazia por que queria. 

Brooks será um personagem que vou levar pelo resto da vida, confesso que gostei mais dele do que da própria Maggie, ele é encantador e nunca a abandonou, mesmo em seus momentos de fúria ele lutou por ela. Ele faz o tipo cavalheiro que coloca a dama na frente de tudo. Se eu fiquei apaixonada? Claro! Não tem como não se apaixonar por ele, não digo apenas em aparência física, mas por suas atitudes eu achava aquilo lindo. O que eu amava nele era que eu conseguia sentir através das páginas o amor que ele tinha pela Maggie.


O romance entre Maggie e Brooks não foi algo forçado, e sim o mais natural possível. Ela gritava em silêncio e  ele compreendia o seu silêncio era a sincronia perfeita e ambos já se gostavam. O amor deles foi lindo de se vê é de se encher os olhos.  Fiquei emaciada demais com eles da primeira a ultima página. O fim foi realmente maravilhoso fechou o livro com chave de ouro.

 Os personagens secundários vem com sua essência especial também. Amei vê o amadurecimento da irmã da Meggie fiquei boquiaberta com o tanto que ela evoluiu da primeira a ultima página do livro. O pai da Maggie é um homem com um coração enorme, pois em momento nenhum desistiu da filha e nunca deixou que ninguém a a ofendesse de  maneira alguma. A mãe da Maggie é uma pessoa maravilhosa, mas que por alguns momentos cheguei até a duvidar do seu caráter, mas no fundo vi que era só insegurança de mãe. Os outros irmão são uma figura se os gêmeos entram em cena por saber que é risada na certa. Uma cena que me matou de ri dentro do ônibus foi que um dos gêmeos cismou que estava namorando com uma planta.


A história em si é muito triste trás uma carga emocional enorme e nos faz rever nosso conceitos, a Brittainy C. Cherry sabe muito bem como colocar um leitor para pensar. A escrita dela é magica te faz viver no meio das páginas e se apegar aos personagens. Não é o meu favorito da série, pois nenhum  superou  A chama dentro de nós, mas a intensidade da história é a mesma. Gosto como ela lida com temas tabus em meio a história trazendo para o lado mais verdadeiro e claro possível.


A edição está linda, amei a capa e fiquei namorando ela por um bom tempo, não tenho culpa se sou uma adoradora de capas. A fonte é padrão o que deixa a leitura mais agradável. Narração é feita e primeira pessoa, eu amo esse tipo de narração, pois me sinto mais ligada aos personagens. O final como já tinha citado acima é bem digno da autora me fez chorar e vê que as vezes tudo só acontece em questão de tempo. Temos que ter um tempo para racionar e pensar em muitas coisas
Espero que tenham gostado do post

13 comentários:

  1. Oi Bia! Aaaaahhhh, não aguento mais ver Brittainy sem ler!! Não li nenhum dos livros e confesso que morro de curiosidade, e depois dessa resenha, piorou! Fiquei curiosa demais pra saber o que ela viu na floresta que provocou um trauma tão grande que a fez parar de falar! E o Brooks que cresce junto com a menina e acaba se apaixonando.. Já quero demais!!
    Socorro!
    Bjoxx <3
    http://www.stalker-literaria.com/

    ResponderExcluir
  2. Ainn eu to até agora pra ler o Ar que ele respira mas ja ta na minha meta de leitura desse ano e assim que acabar vou pras continuaçoes .. Amei a resenha não li muito pra não pegar spoiler. já estou seguindo o blog !! Xoxo

    https://vireioverso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu tenho alguns livros dessa série, acho que esse incluído, mas ainda não li. Não tive oportunidade, mas está na minha lista de 2018. Cada vez que leio uma resenha que fala sobre como esse livro é envolvente e emocionante eu fico com o coração apertado, porque quero muito ler, mas não tenho como passar essa leitura na frente no momento. Olha meu drama... rsrs
    Adorei sua resenha, me deixou arrepiada aqui.
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  4. Oi tudo bem?
    Ainda não li esse livro, já comprei mas estava na minha lista, agora com sua resenha vai ser o próximo kkkkkkk. Adoro a autora e seus livros eles são apaixonantes, sua resenha foi perfeita obrigado. Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Olá!!!

    os livros dessa autora são muito amor né não??
    Eu começo e não consigo parar! É muito amor!!! Eu adorei esse livro é bem emocionante!!! Adorei a sua resenha e eu adorei tbm o pai da Maggie May e seu amor incondicional a ela!!! É muito amor gente!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá, feliz ano novo!
    Essa capa é mesmo linda. Eu quero muito ler esse livro depois dessa sua resenha maravilhosa. Estou curiosíssima para conhecer esses dois personagens e descobrir mais sobre o que causou o silêncio da protagonista.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oii, gostei muito livro e do Brroke, mas senti que o trauma dela poderia ter sido melhor trabalhado e por isso ele não é o meu preferido. Mas o Brooke é rs Ótima resenha e concordo com vc, muita coisa do enredo é spoiler.

    Bjs, Tell me a Book

    ResponderExcluir
  8. Olá, Bia.
    Nossa, há anos que estou para ler algum livro dessa autora e não consigo, os autores dela adoram seus livros e falam muito bem a respeito. Esse livro parece ser bem emocionante, a Brittany parece que traz em suas histórias assuntos bem diferentes.

    ResponderExcluir
  9. Oieee!
    Sem dúvidas, essa capa é a mais linda de todos os livros da série dos Elementos. Eu quero MUITO ler, e a sua resenha só me deixou com mais vontade ainda. Adoro histórias desse jeitinho, aidna mais com personagens secundários tão bacanas. Amei sua resenha!

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Dessa série, eu só li o primeiro (e adorei), mas sua resenha me deixou com vontade de fazer esse livro pular a fila e se tornar minha próxima leitura. Na verdade, só não farei isso porque ainda não tenho o livro haha.
    Apesar de ter uma carga dramática mais forte, acho que deve ser uma leitura muito envolvente, daquelas que não deixam a gente querer largar o livro. Além disso, pelo que vi da sua resenha, os personagens são bem cativantes e a autora consegue fazer o leitor refletir sobre os assuntos abordados.
    Amei sua resenha e espero ler este livro em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Bia, quando os primeiros elogios vieram para esta série eu pensei: vou esperar publicar tudo aqui no Brasil!!! Agora estou me sentindo sem assunto na roda, porque todo mundo já conhece as histórias, menos eu.
    Amei as fotos que você colocou na resenha!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi Bia!
    Eu ainda não li esse livro, mas li outro dessa "série" e gostei muito da construção dos personagens e narrativa da autora. Achei muito interessante a protagonista não conseguir falar e fiquei intrigada para saber como o romance funciona por esse precedente. Achei muito legal, também, que o romance não tenha parecido forçado ou obrigatório, as coisas nesse livro parecem ser leves e envolventes, amei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá...
    Adorei sua resenha!
    Ainda não li nenhuma obra dessa autora, mas, venho lendo tantos comentários positivos sobre ela que estou me sentindo na OBRIGAÇÃO de ler!!! Amei conhecer suas impressões a respeito e gostei de saber que a história em si é muito triste trás uma carga emocional enorme e nos faz rever nosso conceitos, geralmente, eu adoro leituras assim... Outro fato importante é que o romance não é forçado...
    Dica anotada!
    Bjo

    ResponderExcluir