.

| Resenha #93 | Suicidas - Raphael Montes

Titulo: Suicidas
Autor: Raphael Montes
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 432
Sinopse:
Antes que o mundo pudesse sonhar com o terrível jogo da baleia azul, que leva jovens a tirar a própria vida, ou que a série de televisão 13 Reasons Why fosse lançada e se tornasse o sucesso que é hoje, Raphael Montes, então com 22 anos, jã tratava do tema suicídio entre jovens, com a ousadia que virou sua marca registrada. Em seu primeiro livro, que a Companhia das Letras agora relança acrescido de um novo capítulo, conhecemos a história de Alê e seus colegas, jovens da elite carioca encontrados mortos no porão de um sítio de um deles em condições misteriosas que indicam que os nove amigos participaram de um perigoso e fatídico jogo de roleta russa. Aos que ficaram, resta tentar descobrir o que teria levado aqueles adolescentes, aparentemente felizes e privilegiados, a tirar a própria vida. para isso, contamos com os escritos deixados por Alê, um narrador nada confiável.



Ola leitores, tudo bem ? Olha eu aqui deixando essa resenha que estava pronta a algum tempo porem a pessoa aqui estava em uma ressaca maior do mundo, só digo para vocês que leiam o livro, o cara arrebenta demais, foi meu primeiro livro nesse gênero e posso afirmar que comecei com chave de ouro. Então sem enrolação vamos la.
Ninguém sabia o que tinha levado nove jovens de classe-média do Rio de Janeiro a cometer suicido em um jogo de roleta russa. Já tinham se passado mais de um ano após o fatídico acontecimento e mesmo assim nada e nem ninguém tinha chegado a uma conclusão de o porque de tudo isso, corpos tinham sido encontrados em um porão da casa Cyrille's House, alguns em um estado irreconhecível e perguntas continuavam sem respostas até...
Um ano apos o acontecido as mães foram convidadas para uma reunião com a delegada que estava responsável pelo caso, uma informação que poderia ajudar a desvendar todo o mistério por trás desse jogo.
A delegada apareceu com um caderno onde um dos jovens descrevia tudo o que aconteceu antes e durante a roleta. Alexandro ou Alê para alguns, narra a história que levou cada um a participar do jogo, para a sociedade e principalmente para os pais os adolescente eram aparentemente jovens normais e que tinham tudo, ou quase tudo, todos bem sucedidos, de família bem estruturada mas o que ninguém sabe era o que cada um guardava em segredo, todos eram ligados uns aos outros de uma certa forma.
O decorrer da história se passa entre a conversa da delegada com as mães, Alessandro que vinha narrando o que estava acontecendo depois que dois delegados começaram a investigar se Zak tinha alguma coisa haver com o assassinato de seus pais pois dias antes o pai dele tinha retirado seu nome do testamento e por fim o que Alessandro deixou por escrito tudo o que aconteceu desde que resolveram jogar a roleta russa.
O jogo era nada mais que, em cada rodada uma bala era colada no tambor de um revolver, fazê-lo girar, apontar o cano da arma para si próprio ou para outra pessoas, mas neste caso quem colocava as balas era Zak e logo algumas pessoas começaram a desconfiar dele e é nessas horas que os segredos começam a ser revelados, segredos onde envolvia a descoberta da sexualidade de um dos jovens e até de quem realmente armou o assassinato dos pais de Zak.

Que livro é esse em pessoal, como havia dito mais a cima, o livro suicidas nesse gênero de suspense foi meu primeiro e posso dizer que Raphael despertou vário emoções intensas, de primeiro gostei logo da capa, e assim que peguei para ler foi um pouco difícil pois estava acostumada com meus romances favoritos, a história toda em si é maravilhosa os personagens foram bem desenhados, o cara é fera demais na escrita e se fosse para mim comprar o livro por espontânea vontade isso não iria acontecer, confesso também que eu não esperava muito desse livro e fiquei de queixo caído, é uma leitura que aos poucos vai te prendendo de uma forma inexplicável, você ler e se acha um Sherlock Holmes da vida pensando que o culpado é tal pessoa é no fim ( e que fim foi esse em papai) ele desmonta toda a suas pistas. Antes de começar a ler fui atras de outras pessoas que já tinham lido e me deparei com o mesmo comentário de sempre ( o final vai te surpreender) e foi isso mesmo que aconteceu, teve partes que senti como se fosse vida real ainda mais quando o nome do autor entra na trama. Depois de ler Suicidas com certeza quero ler as outras obras do Raphael, esse livro me pegou de jeito mesmo, digo para vocês que não vou me cansar de rasgar elogios para esse autor BR simplesmente MARA. E claro que também teve algumas partes que achei um pouco desnecessário tanto suspense para na hora não ter toda aquela emoção e não acontecer nada demais que foi no caso do porão. Mas sem mais spoiler leiam SIM esse livro o cara é bom mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Ei meus amores! Sou a Bia Coelho!
22 primaveras, mineira,
mãe da Manu,
alucinada por livros.
Apreciadora de bons romances.
Esposa do Christian Grey!
Apaixonada pelo universo literário, leitora compulsiva, freelancer como Web design e projeto de escritora nas horas vagas.

Bem vindos ao
Entre Livros e Amores!

Colaboradoras

Luanna
Oioioi, eu sou a Luanna do Instagram @pausaparalivros, escorpiana raiz, e vou aparecer aqui com muitas resenhas de livros, além de dicas de filmes, séries... ou seja, tudo o que a gente ama. Não é mesmo? Espero que gostem do conteúdo que postarei e me sigam no Instagram para saber diariamente o que estou achando das leituras

Seguidores

Caixa de Busca

Facebook

Categorias

estou lendo

Anuncie

Anuncie

Instagram

Destaque

Resenha : Depois que Caímos

TITULO:   Depois que Caímos AUTORA:   Melanie Harlow EDITORA:   Allbook  PÁGINAS:  457 SINOPSE: JACK VALENTINI NÃO É O MEU TIPO. Caubóis s...

Arquivos

Posts Populares

link-me



Editoras parceiras

Tecnologia do Blogger.