16 de maio de 2018

[ Resenha #102] Cretino Abusado


 Titulo : Cretino Abusado 
Autora: Penelope Ward e Vi Keeland 
Editora: Essência
Páginas: 272 
Sinopse: Após ser traída pelo ex-namorado – chefe da firma de advocacia em que trabalhava – Aubrey decide que precisa de um recomeço. Deixa tudo para trás e aceita um emprego em uma startup na Califórnia, Estados Unidos, e parte em uma viagem de carro que mudará toda a sua vida.
Em uma parada na estrada, Aubrey conhece Chance, um homem atraente que viajava de moto. Com o corpo perfeito e sotaque australiano, o ex-jogador de futebol era bem convencido e arrogante. Quando sua moto quebra, Chance precisa da ajuda de Aubrey. Ele promete levá-la em segurança até seu destino em troca de uma carona, e os dois decidem seguir viagem juntos.
Aubrey está traumatizada após seu último relacionamento, mas sente uma atração incontrolável por aquele cretino abusado. Apesar da ligação cada vez mais forte entre os dois, Chance guarda um segredo que poderá separá-los para sempre.


 Olá, meus queridos leitores!
 Hoje vim trazer resenha de um daqueles famosos livros clichês, mas que sempre que vemos não perdemos a oportunidade de ler.Vamos saber o que eu achei de O Cretino Abusado?


Aubrey está de mudança, quer recomeçar sua vida em outro lugar longe do seu ex, no qual ela trabalhava junto e ainda descobriu que ele estava a traindo. Então ela decide pegar o carro e partir para o seu destino. Em uma parada ela olha uma moto que a chama muita atenção. E então ela conhece o dono da moto que é  um tanto arrogante e muito charmoso por sinal. Tudo estava normal  até que Chance percebe que sua moto quebrou e Aubrey percebe que o seu pneu furou. Quando ele descobriu que o destino deles era o mesmo Chance propôs a Aubrey  que se ele a ajudasse ela em troca o daria uma carona, como ela não tinha nada a perder aceita sem pensar duas vezes.

 Chance se mostra um cara um tanto legal, ele não era só um rosto bonito igual ela achava. Eles começaram a se conhecer aos poucos e Chance acha algo nada convencional em uma das caxas  em que Aubrey está levando para sua nova casa e começa a fazer chacota dela e quando ela percebe tinha acabo de atingir um cabrito. Assustada por ele não reagir eles o colocam no carro e levam até o veterinário mais próximo.Chegando lá eles resolvem escolher um nome para o animal, após muita discussão surge o nome  Esmerlda Snowflake ( Chorei de rir com esse nome). Para a surpresa deles, Esmerelda não tinha sido machucado, ele apenas tinha um distúrbio no qual toda vez que ele se assustava desmaiava e fora isso ele também era cego. Depois de muitas piadas com a tal situação eles resolvem seguir viagem com o cabrito. E começam a criar um laço de intimidade.

  Chance e Aubrey passam por muitas coisas e situações, e  Aubrey pode jurar que está sentindo algo por Chance, ela está ciente que eles se conhecem a pouco tempo e sabem muito pouco um sobre o outro, mas ela sente lá no fundo que ele é o homem da vida dela só que todas as vezes que eles chegam no quase nada acontece, ele sempre recua e ela começa a achar que há algo de errado com ela
 eis que quando estão quase chegando ao fim da viagem resolvem prolongar mais dois dias em vegas.


 É aquele ditado  O QUE SE FAZ EM VEGAS FICA EM VEGAS  e  foi isso que eles fizeram divertiram horrores, e por fim acabaram dormindo juntos e foi satisfatório para ambos, mas no dia seguinte Aubrey acorda sozinha em sua cama com a camareira entrando em seu quarto avisando que a diária deles já havia acabado. Ela fica atordoada olha para todos os lados do quarto, mas percebe que não tem nenhum sinal de roupa ou nada dele ali, mesmo assim ela pega suas coisas e desce para o hall do hotel ainda com aquele fio de esperança no peito dele passar por aquela porta e falar que foi só um mal entendido.Só que isso não acontece, passa horas e ela vê que já é hora de ir embora. Se passa  dias, meses e anos! Dois anos depois Chance reaparece. E tem muita coisa para contar, mas logo agora que Aubrey está feliz tanto na vida pessoal quanto profissional Será que ela o deixara explicar?  Será que ele realmente tem uma resposta plausivel para o que ele fez? 


 Clichê gostosinho de ler




 Já tinha lido um livro de uma da autora Amor Imenso e foi um livro que eu devorei em questão de horas por ser um livro leve e com um clichê bem desenvolvido. Esse aqui também não foge muito disso, mas ao contrario do outro esse é muito mais engraçado.Para os amantes do clichê esse é uma ótima pedida, estava mesmo atrás de um livro assim: leve, sensual e engraçado e esse caiu do céu, aliás caiu da minha estante mesmo, pois já tenho ele há um bom tempo, só lembrei dele quando fui pegar uns livro para tirar foto e falei agora vai. 

 Aubrey é aquela personagem engraçada, mas que não foge da raia, se você da nela uma resposta bem dada por ter certeza que ela terá uma para te dar a altura não é atoa que ela é uma ótima advogada. Ela é aquelas mulheres com um toque de menina, ela se sentir atraída por Chance já era algo de se esperar, achei bacana como as autoras trataram isso, por mais que achei um pouco forçado
o tanto que ela sofreu, mas não estamos no coração das pessoas para saber o que se passa e muito menos sabemos a intensidade do sentimento que ela tinha por ele.

Chance é um personagem irônico que te mata de rir em diversas situações, acho que me apeguei nele por isso. Ele corre atrás do que quer e isso me deixou feliz ao logo da narrativa, ainda mais quando ele começou a narrar e começamos vê o lado dele da situação, por mais que eu amei a Aubrey meu personagem favorito nesse livro é o Chance por vários motivos que não dá nem para listar, mas eu queria um homem desse na minha vida, quem já leu o livro sabe do que eu estou falando. 


 Temos poucos personagens secundários, o atual namorada da Aubrey que aparece em poucas cenas a a irmã do Chance  que também aparece muito pouco. Temos o cabrito que me matou de rir em diversas situações. A ambientação é linda e eu me imaginei em casa pedacinho de lugar que eles estavam. A narração desse livro é toda feita em primeira pessoa a primeira parte pelo ponto de vista da Aubrey e a segunda pelo Chance eu amo esse tipo de narrativa e e nesse caso foi um tanto esclarecedora. 

 A parte física do livro está uma maravilha a capa eu nem preciso falar né? Eu amei a tonalidade que lembra também a de Amor imenso não foge muito da linha dos livros da autora. Por incrível que pareça quando estamos lendo um livro com  duas autoras tem partes que tentamos descobrir se foi ideia de quem ou se foi quem que escreveu certo trecho, mas achei muito boa a sintonia das duas. A diagramação está linda.


Em suma é um livro maravilhoso e indico de olhos fechados para os bons apreciadores de romances e do bom e velho clichê de amor a primeira vista.


  

20 comentários:

  1. Boa noite. Tudo bem?
    Essa é uma dica que eu super passo. Não curto o gênero hot, erótico. Já tentei ler alguns e não funcionou para mim. Posso analisar e avaliar com o contexto e público ao qual é proposto. Mas em geral é um tipo de leitura que não me atrai em nada.

    Prefiro Thrillers, Distopias, fantasia..

    Mas conheço um mundo de gente que acompanha os livros Ward e amam.. Me sinto até um peixe fora d'água..
    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Apesar de ser uma pessoa que lê de tudo, estou bem cansada do gênero hot. Sério as autoras não sabem escrever e manjam pouco sobre sexo kkkkk
    Desta vez eu passo a dica.
    Beijuh

    ResponderExcluir
  3. Morro de vontade de conhecer esse cretino abusado, mesmo ele sendo um clichê, ainda mais em Vegas... Fiquei curiosa para saber as respostas de suas perguntas em relação a Chance e Aubrey e porque cargas esse homem sumiu por tanto tempo. Adorei saber do humor de Aubrey e das ironias de Chance. Apesar de não curtir o nome desse cretino eu quero ler.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Bia!! Morri de rir com a história do cabrito kkkkkk Eu tb li Amor Imenso e amei a escrita da Penelope e agora quero conhecer a da Vi também! Pela resenha e sinopse eu acho que vou amar esse romance!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?

    Confesso que o livro trás uma pegada que não me agrada muito, mas que com certeza, ao menos é a sensação que tive ao ler a sua resenha, pra quem curte o gênero é uma boa pedida. Confesso também que a capa da obra me incomodou um pouco... o.o Mas sou daquelas que pensa que para saber se vai curtir mesmo ou não, só lendo, portanto, quem sabe um dia, né?

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Oi Bia!
    Eu não conhecia o livro nem a autora, mas tenho certeza de que esses livros não são para mim.
    Só pela capa e título, já passaria longe dele e lendo a sua resenha, isso é confirmado.
    Portanto, passo a dica.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi linda, tenho um bloqueio com livros que tenham capas assim... rs Maaaaasssss ter Vegas no enredo me deixou curiosa porque sonho me um dia poder conhecer este lugar. Valeu pela dica.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá! Nunca li nenhum dos livros desta série ou desta autora e sinceramente não tenho vontade. Primeiro por ser séries longas demais, muito esticadas com personagens e tramas, na minha opinião, repetitivas e já lidas em outros livros, e segundo, por as cenas e o enredo hot serem o alvo principal do livro. Estou saturada. Achei sua resenha bem feita e na proposta, apresenta bem a trama. Com esse protagonista poderoso e sexy, ainda ajudado pelo pano de fundo da cidade de Las Vegas, mas passo a dica, não faz meu estilo. Obrigada pela resenha!


    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Li esse livro e ri bastante com os personagens. Mas confesso que no meio achei bem arrastado, mas o final deu uma salvada.
    Quero ler os próximos dessa série.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  10. Oi Bia!

    Eu odeio essas capas com esses homens bad boys gostosos HAHAHAHA não sei, mas me incomoda muito! Eu li um livro da Vi Keelend, gostei da autora, mas nunca li nada mais. É um clichê total né? Mas não deixa de ser uma leitura gostosa, acredito. Anotei a dica para um futuro quando eu estiver com a vibe de ler romances!

    beijos

    ResponderExcluir
  11. Oie!

    Eu to louca, mas simplesmente louca para ler esses dois livros que você postou na foto, tanto esse da resenha quanto o outro, tem uma história que amo demais em romance e acredito que quando os ler irei ama-los demais!

    Bjss

    ResponderExcluir
  12. Olá,

    Tenho muita vontade de ler esse livro, principalmente agora que li um outro livro da Penelope e adorei sua escrita, acredito que irei gostar bastante da leitura por fazer meu estilo de livro. O único problema é com as cenas mais hots, ando muito enjoada dessas cenas, por isso torço para que seja algo mais light.

    beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oieee
    Ahhhhhhhhhhhh gente eu adoro livros nesse estilo e adorei poder a sua resenha sobre ele. A Vi arrasa, já tive a oportunidade de ler uma de suas obras e ela junto com a Penelope? Jesus, acredito que preciso desse livro pra ontem! hahaha


    beijos
    Mayara

    ResponderExcluir
  14. Oii Bia, tudo bom?
    Que saudade que eu estava de visitar o seu espaço!
    Quanto ao livro, não o conhecia mas já rachei de rir aqui com as furadas em que os dois se metem, principalmente com o cabrito! Gente, se já ri lendo sua resenha, não quero nem ver o que vai acontecer quando eu ler o livro! rs Adorei a forma como você nos apresentou a história, essas fotos incríveis e claro, esta dica maravilhosa! Já entrou para lista de futuras leituras e mal posso esperar para acompanhar a trajetória desses dois e descobrir inclusive o que aprontaram em Vegas! rs
    Amei a resenha! ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Bia

    Menina, eu confesso que estou muito mais curiosa com o cabrito do que com todo o resto! Hahahaha
    É um clichê ambulante de fato e eu normalmente não ligaria pra isso, mas ando em uma fase de leitura de livros mais substanciais, então quando pego um livro assim acabo achando bobinho, bobinho. Rss
    Mas fiquei satisfeita em saber que é uma leitura divertida, quando eu estiver de ressaca eu lembrarei disso!

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem Bia?
    Eu leio praticamente de tudo, mas romances e principalmente hot é muito difícil de eu pegar algo para ler, não curto muito. Gostei da sua resenha, ficou organizada e as fotos ficaram lindas, vou indicar o livro para as meninas do blog!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  17. Oii, tudo bem?
    Menina, eu estou precisando de um clichê assim, a vida esta tão corrida que preciso de algo mais leve e que me faça relaxar. Tenho certeza de que vou adorar os personagens e a historia.

    ResponderExcluir
  18. Oi Bia! Tudo bem?
    Já li várias resenhas desse livro, mas tenho que te confessar que o título inicialmente me deixou meio tremida porque eu achei que podia ser uma coisa bem ruim mesmo. Mas acabou que não é. A proposta é ótima e o motivo do Chance ir embora no dia seguinte está me deixando bem curiosa.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Oie, tudo bom?
    A capa é bem bacana mesmo, mas não curto romances cheios de "coincidências". O pneu furou ao mesmo tempo que o dela e esse foi o estopim, sabe? Não sei se leria no momento, talvez algum dia, rs. Amei seu post!

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Eu não gosto muito de livros do gênero. Geralmente, só de ler títulos do tipo eu já me afasto e nem leio a sinopse, mas assim, eu sei que posso me surpreender com a leitura e acabar sendo algo que eu vou gostar, mas sei lá, esse tipo de história sempre me dá receios. Não vou dizer que nunca vou ler, pq se eu tiver a oportunidade de conhecer e mudar meu ponto de vista, com certeza lerei.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir