.

(Resenha #116) Em Pedaços


                       
   Titulo:Em Pedaços
  Autora: Lauren Layne
  Editora: Paralela
  Páginas: 248
  Sinopse:Uma garota com segredos corrosivos. Um ex-soldado com cicatrizes externas e internas. Um amor que pode salvar ambos... ou destrui-los de vez.
Aos vinte e dois anos, Olivia Middleton tem Nova York aos seus pés. Por fora, ela é a garota perfeita — linda, inteligente e caridosa — mas, por dentro, guarda um segredo terrível: um erro que a afastou das duas únicas pessoas que realmente importavam na sua vida. Determinada a esquecer o passado, ela deixa Manhattan e vai trabalhar como cuidadora de um soldado recém-saído da guerra. O que ela não esperava era que seu paciente seria um jovem enigmático de vinte e quatro anos tão amargurado quanto atraente.
Paul Langdon está furioso — com o mundo, com a vida, com o seu pai e, principalmente, consigo mesmo. Depois de sofrer na pele os horrores da Guerra do Afeganistão, a última coisa que ele quer é a companhia de uma princesinha nova-iorquina linda, mimada e irritante. A presença de Olivia parece tóxica para Paul: ela o incomoda, mas ele não consegue afastá-la, por mais que tente. 
Nessa recontagem moderna de A Bela e a Fera, Lauren Layne nos traz uma história irresistível de perdão, cura e, acima de tudo, amor.



Olá, meus queridos Leitores. Tudo bem com vocês ?
Hoje vim trazer para vocês a resenha de uma releitura de  A Bela e a Fera, recebi esse livro em parceria com a editora e assim que ele chegou não resisti e logo peguei para ler, pois é um livro bem fininho. Vamos saber o que eu achei de  Em Pedaços?


Olivia tinha tudo que sempre quis ao alcance de suas mão, vinda de uma família com o berço de ouro  está acostumada com todos as regalias que o dinheiro pode lhe oferecer.  Ela cursa administração em uma das melhores universidades, mas sabe que no fundo não é bem isso que deseja e só está fazendo por que é o sonho de seu pai. Então ela encontra uma desculpa perfeita para sair desse mundinho e para se alto castigar. Olivia resolve ser cuidadora de um ex-veterano. Muitos acham que ela está fazendo isso por caridade, mas mal sabem que ela está fazendo isso para se punir e para se afastar das pessoas que só a fazem lembrar do que ela deseja esquecer. 


Poul é um homem marcado pela guerra, não só fisicamente, mas emocionalmente. Depois que ele retornou sente-se envergonhado de sua aparência e com isso acaba expulsando todos os cuidadores que seu pai envia para ajuda-lo. Poul se tornou um homem amargo, preso em seus próprios demônios pessoais. Ele acha que não é digno de mais nada a não ser sua solidão. Até que seu pai  lhe informa que  contratou mais uma cuidadora e que essa ele terá que ficar, pois se não ficar ele tomará a casa e deixara  de sustenta-o e de dar a quantia que ele o paga por mês. 


 O que Poul não imaginava era que essa nova cuidadora seria diferente de todas aquelas que já haviam passado por ali. Olivia está certa que é isso que quer então embarca rumo ao seu novo destino, quando chega é bem recebida pelo motorista, mas não pelo anfitrião que se mostra muito incomodado com sua presença. Aos poucos eles vão se conhecendo, mas nada de Poul abaixar a gurda diante da doce Olivia. Só que o que o deixa extremamente irritado é a atração que ele sente por ela e por que ela o trata como uma pessoa normal e sempre o motiva.


Olivia está disposta a fazer o que lhe foi proposto e ajudar Poul a ter uma vida mais saudável. De inicio ele não aceita muito bem, mas com o tempo começa a ir aceitando uma coisa e outra. A atração dos dois começa a ficar cada vez mais forte, mas Poul se questiona o tempo todo se isso é o certo, se ela não merece algo melhor, enquanto Olivia só está preocupada em faze-lo feliz. Será mesmo que um homem marcado pela guerra é capaz de esquecer  todos os fantasmas do seu passado e  se render a uma nova vida ?


Bom, eu fiquei curiosa demais com esse livro e fui com muita sede ao pote e me decepcionei um pouco. É impossível não comparar a premissa desse livro com o de  "Como eu era antes de você" lendo algumas resenhas e conversando com algumas amigas percebi que não fui a única que senti isso. Continuei lendo por que a escrita da autora é boa, mas em certas partes tive vontade de abandonar o livro. 


Olivia é uma personagem que eu gostei,  juro que só imaginava ela como a Blair Waldorf​  pelo seu jeito de ser e falar, mas foi uma personagem que ao passar das páginas me encantou. O motivo pelo qual ela queria se castigar foi um mero clichê e não me convenceu tanto assim. Algumas vezes tive vontade de abraça-la pelo tanto que Poul a insultava. Teve hora que eu a achava audaciosa, mas tinha hora que ela se encolhia toda e parecia está com medo do que ele era capaz. 

Poul foi um personagem difícil de gostar devido a suas atitudes por muitas vezes machistas e baixas, sei que isso é um reflexo de sua alto defesa, mas para se defender não precisa insultar as pessoas, não precisa menosprezar as pessoas que só estão ali para te ajudar. Por muitas vezes vi que ele se escondia por debaixo das suas inseguranças e isso me irritava, quando eu estava finalmente gostando dele ele vai e me apronta uma. 


O livro não é ruim eu gostei, mas os personagens que por muitas vezes não me convenceram eu tive uma relação de amor e ódio então é até difícil  expressar vai parecer até que sou meio bipolar, mas é um livro com seus altos e baixos. A premissa é muito boa, a história vai se desenrolando sem muitas reviravoltas e o fim já é previsível o que realmente me ganhou nesse livro foi os capítulos finais, eu fiquei muito mais muito orgulhosa mesmo da Olivia eu senti uma vontade absurda de abraça-la  e o Poul no fim, conseguiu ganhar ao menos minha empatia. 

 A Premissa da história é maravilhosa e ficamos presos nela e foi só por isso que dei continuidade por que a  escrita da autora é algo realmente fascinante. A narração é feita por ambos os personagens, as folhas são brancas, mas por que eu recebi a prova do livro. Em um contexto geral a história é boa, mas faltou um pouco mais de aprofundamento nos personagens. 


Em suma é um livro para quem gosta de histórias rápidas e com uma escrita maravilhosa. 

15 comentários:

  1. Interessantíssimo, o Poul me lembrou um personagem de Greys Anatomy, o Owen, fiquei curiosa por essa história, tem um quê meio "belo desastre" né?! sem falar que amo releituras dos contos de fadas.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bia!
    Ainda não conhecia o livro, mas assim como você, achei a premissa da história muito parecida com a de "Como eu era antes de você". Até achei engraçado no momento em que você comentou isso e percebi que eu não era a única que tinha notado semelhanças. hahaha Não costumo ler muitos livros desse gênero e geralmente me incomodo um pouco com personagens masculinos que demonstram atitudes muito machistas, então esse livro acabou não me interessando muito. Mesmo assim, fico feliz em saber que você gostou de alguns momentos dele e que Olivia se mostrou uma personagem admirável no final. Obrigada pela dica. Beijos!

    Jéssica Martins
    castelodoimaginario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu me senti dessa mesma forma com relação aos personagens. Sinceramente achei eles exaustivos e a narrativa não me prendeu, foi difícil até para finalizar a leitura, por isso espero que o segundo livro seja melhor e que essa má impressão passe.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  4. Achei a resenha bem escrita mas não me interesso pelos livros do genero. De qualquer modo vale a recomendação para minha namorada, que adora esse tipo de livro. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. já li o livro "mais que amigos" da mesma autora, e tive a mesma impressão que você: a história é boa e tudo mais, mas falta aprofundamento dos personagens. minha amiga tá lendo esse e gostando, e pretendo dar uma chance a ele depois que ela terminar, mas sem grandes expectativas.

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  6. Que fotos lindas, amo os livros Lauren, e esse ainda não tive o prazer em ler, mas super concordo com vc, essa autora tem uma escrita super fascinante, e depois dessa resenha maravilhosa irei procurar por ele para poder ler em breve.

    ResponderExcluir
  7. Conheci a escrita da Lauren semana passada, com o livro Como nun Filme e apesar do clichê eu simplesmente amei. Mas notei que esse livro em questão mão tem agradado tanto. Entendo quando diz que o livro é cheio de altos e baixos, mas não sabia que essa trama lembrava "Como eu era antes de você". Acho que o que me ganha é a escrita maravilhosa e a história rápida que mencionou, pois a trama em si parece mais da mesma.

    Abraços.
    https://acabinedeleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi Bia, tudo bom?
    Quando eu conheci a premissa também liguei de cara a Como eu era antes de você e confesso que minhas expectativas estavam nas alturas por isso. Sua resenha me fez continuar com vontade de ler o livro, mas diminuiu minhas expectativas, o que foi muito bom. Uma pena que o motivo que faz com que a protagonista se puna não é lá muito convincente e que o mocinho até se acertar com ela seja realmente um babaca com a coitada. No mais, adorei saber que a história alterna entre os pontos de vista e que é bem fluida. Amei sua resenha, como sempre ♥
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi! Não conhecia a autora e apesar de ter lembrado um pouco de Como eu era antes de você, achei a história bonitinha. O fato do soldado ferido voltar e encontrar uma doce mulher pra cuidar dele, embora ela também traga marcas de seu passado. Valeu a dica!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  10. Olá, Bia!

    Foi o mesmo que comentei em algumas resenhas que li: o livro se parece muito com "Como Eu Era Antes de Você" e isso até pode ser um ponto positivo, pois amei aquuela história e gostaria de ler algo semelhante.

    Blair Waldorf é inesquecível! A personagem da qual mais sinto falta em Gossip Girl. Sei que ela era má, mas eu me divertia muito com a personagem e seu amor pelo Chuck me fascinava! :D Todavia, não é muito animador a protagonista de Em Pedaços ser um pouco parecida com ela, não.rsrs

    Já o protagonista masculino me provoca raiva antes mesmo de eu ler o livro. Não sei se terei muita paciência com o comportamento dele, sobretudo se enxergar que nada justifica a forma como ele trata as pessoas.

    É uma história que eu até pretendo ler, embora não seja uma prioridade.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu li sua resenha e imaginei exatamente "Como eu era antes de você", com certeza essa comparação é inevitável, parece muito. Eu já li algumas releituras de Bela e a Fera e sempre e em quase todas havia um clichê, acredito que não seja diferente nessa história, porém eu gostei de todas as releituras e inclusive amei o filme "Como eu era antes de você". Comparações sempre vão existir, em muitos livros, de tantos outros gêneros, por isso eu daria uma chance para essa leitura.

    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Os personagens são justamente o que eu menos gostei nessa história, ao contrário de você não consegui aceitar bem a postura da Olivia e não me pareceu que ela tinha medo dele, pelo que notei ela estava se punindo pelo erro que cometeu e considerava o tratamento hostil como algo merecido, e isso me incomodou muito, ela se permitir ser tratada da forma que foi e estar quase sempre passiva e conformada. O Paul de fato agiu como um escroto a maior parte do livro e nem mesmo os traumas dele justificam tal atitude, finalizei o livro torcendo para que cada um seguisse sua vida por um caminho diferente, isso porque o cara já provou que pode ser abusivo propositalmente, uma vez que ele sempre agiu pensadamente.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Eu estou bastante curiosa para ler esse livro, mas com um certo receio, porque vi muitas pessoas que tiveram as mesmas ressalvas que você. No entanto, acho que seja uma livro para ler sem criar expectativas mesmo.
    Uma pena que tantas coisas tenham te incomodado, especialmente o mocinho. Mas adorei ler sua resenha e fico feliz que, apesar dos problemas, você tenha gostado do livro. Quero ler em breve e espero gostar da leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi Bia,
    Esse foi o segundo livro da autora que li e, ao contrário de você, gostei ainda mais desse livro do que de "Mais que amigos". Eu amei a construção dos personagens e o que aconteceu para eles ficarem juntos, mas acho que entendo o seu lado, a Olívia parece mesmo a Blair, mas eu não tinha me ligado nisso até ler sua resenha.
    Gostei de conhecer impressões diferentes da minha e amei sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oii tudo bem??

    É da mesma autora de Mais que amigos, e acabou que me interessei por esse motivo, mas agora lendo, fiquei assim, mais uma releitura, e de a Bela e a Fera, ta na moda isso.
    Uma pena que tenha ido com muita sede ao pote e se decepcionado. Não sei se leria, talvez como um tira ressaca eu não me arrependeria.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir



Ei meus amores! Sou a Bia Coelho!
22 primaveras, mineira,
mãe da Manu,
alucinada por livros.
Apreciadora de bons romances.
Esposa do Christian Grey!
Apaixonada pelo universo literário, leitora compulsiva, freelancer como Web design e projeto de escritora nas horas vagas.

Bem vindos ao
Entre Livros e Amores!

Colaboradoras

Luanna
Oioioi, eu sou a Luanna do Instagram @pausaparalivros, escorpiana raiz, e vou aparecer aqui com muitas resenhas de livros, além de dicas de filmes, séries... ou seja, tudo o que a gente ama. Não é mesmo? Espero que gostem do conteúdo que postarei e me sigam no Instagram para saber diariamente o que estou achando das leituras

Seguidores

Caixa de Busca

Facebook

Categorias

estou lendo

Anuncie

Anuncie

Instagram

Destaque

Resenha : Depois que Caímos

TITULO:   Depois que Caímos AUTORA:   Melanie Harlow EDITORA:   Allbook  PÁGINAS:  457 SINOPSE: JACK VALENTINI NÃO É O MEU TIPO. Caubóis s...

Arquivos

Posts Populares

link-me



Editoras parceiras

Tecnologia do Blogger.