1 de março de 2018

[ No cinema com a Bia] 50 Tons de Liberdade






Titulo: Cinquenta tons de liberdade
Duração:1h e 46 min
Sinopse: Christian Grey e sua nova esposa, Anastásia, abraçam completamente sua inseparável ligação, mas eventos horríveis começam a comprometer o seu final feliz antes mesmo de começar.













Olá, meu queridos leitores.
sexta feira dia 09 fui ao cinema me despedir do meu Sr. Grey  e só agora estou tendo estruturas para falar sobre o filme e ainda não sei por onde começar essa resenha. Mas vou tentar colocar em palavras um pouco da minha emoção.


Para quem não sabe vai ai uma curiosidade sobre mim e o blog: Sempre li muito desde muito novas, mas só me tornei uma leitora voraz depois que conheci o 50 Tons eu devorei a trilogia tão rápido que nem eu sabia que conseguia ler tão depressa assim. Depois disso não consegui mais parar de ler e me tornei uma amante dos romances, mas com o tempo tive um necessidade enorme em compartilhar isso com  outras pessoas eis que surgiu o Entre Livros e Amores. Agora vamos ao que interessa.


 O filme se inicia no exato momento que se passa depois dos créditos de 50 Tons  Mais escuros, Grey e Ana agora estão casados e aprendendo a viver essa vida que seria um conto de fadas se não existisse alguns obstáculos que colocaram  a prova muita coisa. Ana está se adaptando a nova vida de Sra.-Grey para ela muita coisa é nova já que ela não gosta muito de ser reverenciada pelo nome do marido.

 Sr Grey está aprendendo cada dia mais com a Ana, sendo um tanto flexível diante de muitas coisas e situações.A vida de casado é uma maravilha, mas alguém o passado não quer deixar a vida deles em paz. Na lua de mel Grey recebe uma chamada de vídeo da Ross informando que ouve um furto de dados e um incêndio em uma das partes da empresa e com isso eles acabam por encerrar a lua de mel e voltam para casa, mas o que mais intrigou o casal foi que quem era o culpado disso tudo era Jack o ex-chefe da Ana.


Assim que volta para o serviço Ana percebe que ganhou um cargo alto na SIP, e fica com a famosa culpa atrás da orelha, ela sabe que tem potencial, mas também sabe que é esposa do chefe do chefe do chefe dela e isso a deixa a merce.  A vida dos dois começam ir bem, eles vão olhar uma casa nova e Grey começa a ficar um homem mas engraçado e extrovertido, mas nem tudo é um mar de rosas quando existe alguém do seu passado querendo se vingar. 


O melhor filme da trilogia!

Falei pouco do filme, por que  a trama central é essa, a nova adaptação do casal e a uma terceira pessoa querendo vingança e que está disposta a tudo para acabar com o Sr. Grey. Tenho que confessar como uma amante da trilogia que ao meu ver esse filme foi feito exatamente para os fãs, foi trabalhado nos detalhes e com muita ação. Faltam algumas cenas? Faltam sim, algumas creio que devem está no DVD, mas outras realmente não tiveram e todo mundo sabe que é impossível fazer uma adaptação de um livro perfeita, mas o que me ganhou nesse filme foi que eles captaram a essência do enredo final, foi tudo feito na ápice da intensidade.

Jamie Dornan : Sou suspeita a falar dele já que sou fã dele muito antes dele ser meu Grey. Vê a evolução do personagem e vê o que ele se tornou no fim desse filme encheu meu coração, encheu tanto que trasbordou em meus olhos como lágrimas, temos uma mudança notável desde o fisco do ator até as atitudes do personagem. Temo um Grey mais tolerante ( ainda tem lá suas crises bestas de ciumes, mas nada muito relevante), divertido, mais família. Ele está com um humor acido maravilhoso. Eu me apaixonei pela entrega total do ator para viver nosso eterno personagem e isso só me faz ter mais admiração ainda por ele. No inicio mesmo gostando muito dele me questionei se ele daria realmente conta de fazer um personagem tão intenso, pois na maioria dos filmes ele faz algo mais comum, mas ai lembrei que ele fez  The Fall   e ai eu tive a certeza que ele seria o cara certo para interpretar meu Christian Grey

 Dakota Johnson :  Ela veio para calar a boca da sociedade nesse filme, meu deus eu nasci pra ver a Ana forte, dona de sí, segura e dona da  p#@a toda. Nesse último filme vamos ver uma Ana totalmente madura, dona das suas vontades uma Ana que vai encarar o Christian de igual para igual sem medo de consequências. Ela se mostrou uma mulher e tanto e que não vive as sombras do marido ela quer construir o seu nome. Tenho que confessar que em vista dos outros filmes esse a Dakota está com um corpão, está mais elegante o que um   Ryca virus não faz né? brincadeiras a parte  ela está diva.


 Os personagens secundários trouxeram um brilho a mais para trama,  tanto que um dos secundários pode até se julgar principal, pois ele que liga as teias da trama toda. Estava morrendo de saudade da Kate e do Elliot amo como ele implica com tudo que o Grey faz, e é ate esquisito pensar que ele é o mais velho. Mia está radiante como sempre, assim como Elliot tem um senso de humor maravilhoso. Nunca pensei que fosse sentir tanto ódio do Jack na vida, mas eu senti. Nesse filme também compreendemos melhor um pouco sobre ele. Tenho que tirar o chapéu para o  Eric Johson  ( não ele não é parente da Dakota) ele trouxe de corpo e  alma um personagem  que de fato conseguiu deixar muita gente enojada.

As cenas hot estão maravilhosas, meu deus que cenas. Achei mais trabalhadas do que as dos filmes anteriores e como temos uma Ana mais ousada  as cenas ficaram maravilhosas.O Grey está dando espeço para ela até nisso. Tem uma cena que não teve um no cinema que não soltou um suspiro que é uma que eles estão na casa em Aspen acho bom ir segurando o forninho para essa cena, por que ela tá babado.


Senti falta de algumas falas no filme que  para os fãs são frases marcantes, mas isso não vem ao caso. Temo várias cenas de aventura e adrenalina, Ana se mostrou uma verdadeira piloto de fuga em algumas cenas e isso me deixou maravilhada. Teve cenas que eu gostei mais e cenas que eu gostei menos, achei que a  cena final da  Ana indo até o Jack fosse ter mais emoção. Se eu  chorei? Igual uma criança, não estava pronta para me despedir do casal que eu mais amo. Temos cenas lindas de encher os olhos, conhecemos um pouco mais sobre cada personagem e isso me deixou feliz. A trilha sonora nem preciso falar que está impecável, né?  Eu amei e torno a repetir esse filme foi feito para os fãs. Não vejo a hora de poder ver a versão sem cortes.



É com uma dor no coração que me despeço do meu amado Christian Grey e minha amada Ana, sei que serão personagens que ficarão eternamente em meu coração e que se possível irei  rever o filme quantas vezes eu conseguir. Queria agradecer a E. L James por nos proporcionar uma história tão linda. O que eu tenho a falar sobre o 50 tons é que muitas pessoas julgam de acordo com que leram no primeiro livro, ninguém é obrigado a gostar, mas se tentarem dar uma chance ao enredo do segundo e terceiro livro vai vê a grandeza de um personagem que muitos julgaram. Não falo isso por que amo a trilogia, mas falo como uma leitora critica que vemos a redenção de um homem por amor. Não podemos julgar a  forma que o outro sente prazer, não é mesmo? Eu amo e sempre vou amar essa trilogia, quem não gostou o que tentou e não conseguiu ler, tente dá uma chance e vê com outros olhos é uma história linda de redenção por amor.


OBS: Só saiam da sala de cinema depois que os créditos acabarem

Em suma é um filme maravilho, onde os fãs vão enlouquecer de alegria, foi muito bem produzido e atores fantásticos, uma ótima pedida para os fãs de carteirinha da trilogia.