1 de agosto de 2018

(Resenha #109) 11 noites com você



Titulo: 11 Noites com você
Autora: Aline Sant'Ana
Editora: Chame
Páginas:416
Sinopse:Zane D'Auvray é incapaz de dizer não às mulheres. O guitarrista da The M's aproveita-se da fama e nunca encontrou motivos para se estabilizar em um relacionamento. Todas as atitudes promíscuas que tomou durante a vida jamais foram questionadas. 
Exceto agora.
Em uma mudança de gestão, troca-se de empresário, e o que Zane não esperava era que os bastidores seriam coordenados por uma linda mulher, prometendo consertar as pontas soltas. Kizzie Hastings, a empresária, passará por um teste de onze noites pela Europa com a The M's em turnê. Zane, fazendo pouco caso da situação, não vê grandiosidade nisso.
No entanto, quando percebe que Kizzie é a única pessoa imune aos seus encantos, acaba por abraçar um desafio pessoal, sem saber que há muito mais em jogo do que somente a sedução.

 Olá, meus queridos Leitores!
Hoje vim trazer resenha de um livro que já queria ter feito a leitura a muito tempo. Desde que li  7 Dias com você  fiquei curiosa para conhecer um pouco mais do Zane o grande pegador da banda, pois ele sempre me deixou curiosa com esse lema de não se apagar a ninguém.Vamos saber o que eu achei de 11 Noites com você?

 "Prazer: essa palavra era a única coisa com a qual eu podia lidar."

Zane  é um mulherengo de marca maior é não faz questão de esconder isso, muito pelo contrario ele até gosta por que isso facilita o caminho das mulheres até sua cama. Ele simplesmente abomina o amor, em sua cabeça isso é uma ligueira perca de tempo e que o melhor da vida é viver intensamente como se hoje fosse o ultimo dia.

Kizzie é um empresaria muito centrada e que gosta de dar ordens e que de preferencia elas sejam obedecidas. Ela não pede simplesmente impõem (amo isso nela). O The M's está precisando de alguém coloque tudo dentro dos conformes e que os coloquem na linha principalmente. Logo de cara fazendo um pesquisa breve sobre os integrantes da banda   ela já percebeu que teria sérios problemas com Zene, quando o assunto é como se comportar, já que as noticias sobre ele eram sempre as mesmas muitas festas, muitas bebidas e claro muitas mulheres. É uma das primeiras coisas que ela quer negociar com a banda, pois a imagem do Zane está ficando muito queimada nos tabloides. 

"Não me apaixonei por que não aconteceu, mas isso não significa que eu queria, Eri."

Obviamente Zane e Kizzie se estranham desde o incio,  pois ela tem suas imposições sobre as atitudes de Zane e o astro não ta muito afim de obedecer o que ela impôs e Kizze é o tipo de pessoa que não aceita um não como resposta. Mesmo Zane relutante quanto a contratação dela como a nova empresaria do The M's a resposta final é que agora ela é a nova empresaria deles e ele terá que conviver com isso.

O que Kizzie não imaginava era que tinha poucos  meses para organizar a turnê deles pela Europa e uma das coisas que ela o fez prometer e que não iria em tantas festas e diminuir um pouco seu ritmo frenético. Tudo certo e as malas prontas eles decolam rumo o primeiro país da turnê e nesse primeiro voo juntos que Zane começa a reparar nela como uma mulher e não como sua empresaria.

 Eles começam  a se entender como amigos, mas Zane sente uma vontade até mesmo irritante de querer beija-la toda hora que olha para Kizzie, mas assim que ele confessa isso aos seus companheiros de banda logo eles o alertam que Kizzie é uma menina especial que não é como as mulheres que ele tem costume de passar uma noite e no dia seguinte fingir que não conhece ela é muito mais que isso e merece muito mais que isso. Mesmo com o conselho dos amigos, Zane não consegue parar de pensar em como seria beija-la de todas as maneiras possíveis. 
 
"- O que você teme tanto a respeito do amor? Ele dá certo, Zane.Funciona para todo mundo que encontra reciprocidade no sentimento."

 A atração entre eles é nítida, mesmo Kizzie tentando se negar ela não consegue até por que Zane tem se mostrado um verdadeiro cavalheiro em vários momentos e isso desperta mais a curiosidade e o interesse de Kizze no astro. Quando a atração chega ao limite ela acaba se entregando e deixando o beijo tão desejado por ambos acontecer de uma maneira explosiva e cheia de desejos. Mas isso é só o inicio, pois eles tem a turnê toda para se conhecerem mais e descobrir se isso é para valer ou só apenas uma aventura. Será mesmo que Zane vai conseguir se manter com uma só? Sem ir para cama com outra no meio da madrugada? Será que o passado de Kizzie era estragar o seu tão sonhado felizes para sempre?
  
"- As melhores coisas nessa vida têm duplo sentido."

Um livro repleto de amor, companheirismo, viagens, noites maravilhosas, cidades perfeitas e muito mais muito Rock and Roll.

 A. M.E.I !!

 Como eu citei no inicio da resenha já estava louca para conhecer a história do Zane pelo simples fato dele ser o mais largado quando o quesito é o amor. Não via a hora de  o ver de quatro por uma mulher e pagando língua de tudo que ele falou sobre o Yan e o Carter. Mais uma vez a Aline ganhou meu coração com  esse livro, mas também não era para menos né? Ela arrasa. 

"-Para de me secar, Zane.-Kizzie alertou, fazendo todos rirem.Ah, ela não ia me fazer de idiota.
-Só estou pensando se você está olhando por cima do celular por que sou bonito demais ou por que está imaginando como eu sou completamente nu. Talvez os dois.-provoquei , acentuando meu sotaque britânico no final da frase."

Kizze é a melhor personagem da vida, sério mesmo. Imagina uma mulher de presença! Gente, por mais personagens mulheres assim. Ela sabe o que falar e quando falar. Não abaixa para ninguém muito menos para o Zane quando ele começa com as gracinhas dele, ela não quer ser melhor que os meninos, de jeito algum, ela só quer o respeito deles. Ela me encantou com sua história secundária também algo que ela vivenciou recentemente que deu um ar maravilhoso a toda essa trama. Eu não canso de falar que eu amei essa mulher. 

Zane, a meu menino Zane como eu queria vê você sofrer de amor só um pouquinho, por que como diz o ditado  a língua é o chicote do corpo e eu amei a redenção dele. Eu nem preciso mencionar que ele também faz parte da minha extensa lista de crushs, por que isso não é novidade, mas o que mais me encantou foi esse novo lado dele que eu pude descobrir nesse livro. Um Zane mais companheiro, mais romântico e até mais compreensível em diversos momentos, achava muito engraçado ele dando conselhos como se fosse um  profissional em relacionamentos. Não achei que era possível ele ganhar mais espaço ainda no meu coração, mas acredite ele ganhou.  E só para constar ele continua aquele personagem engraçado e com um toque de humor acido que faz piadas até com a sua própria desgraça.

" -Quem você é para me dar ordem, Zane?
- Seu chefe,amor."

Nesse livro também podemos matar a saudade de Carter e Erin. Estava com muita saudade desses dois, Erin se mostrou uma verdadeira amiga  para Kizzie e Carter como sempre um amor de pessoa. Também a autora já nos proporciona um pouco do que nos aguarda no próximo livro que é o do Yan. Já sabemos que o relacionamento dele com a Lua está indo por água abaixo e que talvez tudo não passe de um simples mal entendido, porém ele se precipitou e fez uma burrada que pode se arrepender pelo resto da vida.  Também conhecemos um pouco por alto o novo integrante da banda ou um possível integrante que é ninguém mais  e ninguém menos do que o irmão Zane. 

" Essa mulher seria a minha ruína ou  minha salvação"

A escrita da Aline é algo mágico,  com toda certeza do mundo eu leria até a lista dela de compras. Ela trás uma escrita jovial que deixa o leitor mais intimo dos personagens. A narração é feita em primeira pessoa pelo ponto de vista da Kizze e do Zane, algumas narrações da Kizzie era referente a meses atrás para explicar a situação na qual ela se encontra hoje. Quanto a edição não tenho muito o que opinar já que li em e-book e mesmo lendo em e-book pude notar o carinho e atenção que a editora deu a diagramação. A cada inicio de capítulo tem a foto do Zane e uma parte de alguma musica. Não vejo a hora de ler o livro do Yan, não sei por que tenho uma ligueira sensação que vou ama-lo incondicionalmente. 

Em suma é um livro maravilhoso, um romance arrebatador sobre descobertas, amor, amizade e muito Rock and Roll.




30 de julho de 2018

( Série ) 5 Motivos para assistir a série Luis Miguel


Olá, pessoal!
 Vamos conhecer um pouquinho mais sobre a serie Luís Miguel?
E como parece que eu sou a paladina da justiça quando se trata de séries latino-americanas (pense em mim vestida de Batman), cá estoy yo para falar da mais nova produção original da Netflix com a Telemundo: Luís Miguel, a Série.
A sinopse do canal é: “Esta série retrata a vida do cantor mexicano Luis Miguel, que durante décadas cativou a América Latina e o mundo”.
Se você for uma pessoa muito nova, pode ser que nunca tenha ouvido falar de “O Sol do México”; mas acredite, só isso já é razão suficiente para ver a série. Então listei cinco motivos para te mostrar porque vale à pena assistir à produção.
1 – Conheça Luís Miguel
Eu ouvi falar dele por causa de uma prima (a rica da família, que trazia todas as novidades de fora). Em plena cidade do interior, lá estávamos nós, duas loucas cantando “Somos dois, dois apaixonados, neste amor, doce lindo e claro...”, que saia do alto-falante do trenzinho-tour, que não sei como, tinha essa música.

O cantor Luís Miguel é um dos artistas mais talentosos do cenário latino-americano. Aos 10 anos de idade ele despontou como uma das mais belas vozes do mundo. Aos 15, já tinha ganhado o primeiro dos nove Grammy que recebeu ao longo de sua carreira. Aos 20, vendeu 600.000 cópias de um disco em uma semana, para apenas, no ano seguinte, lançar Romance (vá checar a playlist; você não vai se arrepender!), um disco que venderia 12 milhões de cópias (disco que, aliás, teve La Barca como o grande hit no Brasil, tema de novela de Sílvio de Abreu).
Com uma estrela na calçada da fama, gravações com Michael Jackson e Frank Sinatra, Luís Miguel continua sendo uma das vozes mais bonitas que você ainda vai ouvir.
2 – Música e tragédia
Conforme Luismi ou Micky, como era chamado, foi se estabelecendo como um ícone no cenário fonográfico, a vida pessoal do artista também foi se complicando. Enquanto o mundo desejava a cuidada imagem de masculinidade bronzeada e sorriso branco, típica do estilo de vida de Acapulco, de forma bastante privada, o cantor teve de lidar com o abuso do pai e o misterioso desaparecimento da mãe.
Embora possa parecer clichê essa história de “pobre menino rico”, que depois que alcança a fama descobre que aquilo que realmente importa o dinheiro não compra, a série não descamba para a pieguice. A escolha da fama sempre foi consciente e esconder os dramas pessoais do público, também, de modo que saber o preço que ela cobrava tornava ainda tudo mais oneroso.
Única biografia autorizada pelo próprio Luis Miguel, que também assina a produção (si, como no), desde o primeiro episódio a série se dispõe a contar como fama e fortuna podem mudar uma família, a não deixar mais nada debaixo dos panos, mesmo com a internet dando informações truncadas sobre todos os eventos.
3 – Diego Boneta
O ator, que no Brasil ficou famoso pela novela Rebelde, interpreta o cantor na série. Para realizar tal façanha, Boneta utilizou uma prótese para ficar ainda mais parecido com ele. Além disso, incorporou, com domínio, os trejeitos de Luis Miguel.
Apesar de todo seu carisma, de ter atuado em Scream QueensPretty Little Liars, ter cantado no filme Rock of Ages (em que contracena com Tom Cruise), ter participado de Pelé: o Nascimento de uma Lenda e, ter sua volta aos cinemas associada ao reboot de O Exterminador do Futuro, Boneta afirmou que seus vinte anos como cantor sumiram quando teve de se preparar para gravar todas as músicas da série no mesmo tom de Luís Miguel. O grande destaque ficou por conta de Cuando Calienta el Sol, mas cada música dá um gostinho sobre quão especial é o timbre vocal de Luis Miguel.
Falando nisso, outros dois grandes destaques da série são Izan Llunas, cantor espanhol que participou do The Voice Kids e que interpreta Luís Miguel mais novo e que canta barbaridade e, a atuação magnífica de Óscar Jaenada como Luisito Rey, pai de Luís Miguel. O ator, uma mistura de Seu Madruga ajeitado (ou Cantinflas) com o sex appeal espanhol de Antonio Gades e os filmes de Carlos Saura, é tão bom em ser mau, que você vai xingá-lo desde o momento um (minha mãe xinga!).

4 – Mariah Carey
Não sabemos se a diva vai aparecer na série, mas ela já deu o que falar antes do seu lançamento.
Carey revelou à revista People que sofre de transtorno bipolar. Ela foi diagnosticada em 2001, quando foi hospitalizada por uma crise física e mental, precisamente quando ela e o cantor mexicano terminaram sua relação de dois anos. Com medo de que esse episódio fosse revelado na série, ela decidiu contar sobre seu problema mental.
Num mundo que procura pela falha alheia apenas para expô-la, a revelação da cantora e algumas declarações de outros pares e amigos de Luis Miguel e, de novo, as informações truncadas da internet, continuam servindo para alavancar a produção.

5 – Produção latina
A paladina voltou! Mas é sério. A grade para produções latinas está aumentando (vide NarcosLa Casa de Papel e 3%) e Luis Miguel, a Sérietem tudo para escancarar de vez esta porta.
A direção de arte e os figurinos absurdamente marcados da década de 80 e 90 (conte as calças bags e os topetes) estão impecáveis. E mesmo sem seguir uma ordem linear, o roteiro muito bem amarrado faz com que o espectador não se perca em momento algum, além de cuidar que cada episódio termine sempre no ápice da cena, o que te deixa desesperada pelo próximo. Quando assisti, a série estava sendo liberada um episódio por semana, lançada ao mesmo tempo em que nos EUA. Agora que a temporada está disponível, talvez você sofra um pouco menos.
Com uma vida envolta em mistérios e, agora, em alguns escândalos e prisões, para os fãs do cantor, Luís Miguel, a Série não é um capricho, mas uma necessidade. Porque você pode até não gostar da música dele, mas também não pode negar quão inacreditável é sua voz. Como disse o próprio Boneta: “Você nunca escutará alguém dizer que Luis Miguel é um cantor ruim”.
Para além da voz inconfundível do cantor, fica a voz do México, que sem perder sua identidade, prova que não é feito apenas de novelas que vão parar no SBT ou de histórias sobre o narcotráfico, mesmo eu gostando de todas elas.
Veja. Escute. Arrisque-se! ;)