29 de agosto de 2018

(Resenha 111) Sem Amor

  Titulo: Sem Amor
Autora: Katy Regnery
Editora: Charme
Página: 368
Sinopse:Meu nome é Cassidy Porter... Meu pai, Paul Isaac Porter, foi condenado quase vinte anos atrás pelo brutal assassinato de doze garotas inocentes.
Embora eu tivesse apenas oito anos naquela época, tenho noção — a cada dia da minha vida — de que sou seu filho, seu único filho.
Para proteger o mundo do veneno que corre em minhas veias, vivo uma vida tranquila, fora de vista, isolado da humanidade. Prometi a mim mesmo, e à minha mãe, que não infectaria vidas inocentes com a escuridão que se revira dentro de mim, esperando para ser revelada. Eu teria mantido a promessa... se Brynn Cadogan não tivesse surgido na minha vida.
Agora, eu vivo entre o céu e o inferno: apaixonado por uma mulher que quer me amar, enquanto tudo ao meu redor me faz lembrar de que preciso permanecer... Sem amor.
Olá, meus queridos Leitores!

Hoje vim trazer resenha de um livro que sério não sei nem por onde começar, pois esse livro se tornou parte de mim, se tornou parte da minha vida e sei que tudo que eu escrever ainda será pouco perto do que eu senti quando li esse livro, então vou tentar passar um pouco desse amor através dessa resenha. Vamos saber um pouco mais sobre o livro  Sem amor ?

Cassidy Porter carrega  um fardo cujo o peso não é dele. Quando ainda era novo, seu pai foi preso acusado de matar e estuprar 12 garotas e esse peso o atormenta por toda sua vida. Desde novo ele já começou a perceber que tinha algo de errado, ele sabia que não tinha feito  nada, mas ele carregava consigo o  sobrenome Porter cujo o homem que o deu era um assassino.Quando estava na época da escola sua mãe foi obrigada a tira-lo da escola, pois alegavam que ali não era o lugar certo para ele já que os alunos faziam chacota de sua cara e ele era filho de um estuprador


 Com isso sua mãe optou por se isolar em uma  montanha alta juntamente com seu pai avô de Cassidy e  que dali em diante ela ensinaria seu filho tudo que ele precisaria saber, e ela sempre o ensinou que deveria ficar sozinho, que não deveria se casar ou amar alguém era para ele tentar ao máximo viver sem amor

Brynn  é uma mulher que vive em um luto constante a dois anos. Seu noivo foi morto em um tiroteio em massa no dia do show de sua banda. Logo após isso acontecer ela se isolou do mundo completamente. Trabalha criando sites e fica em casa com seu gato. Um dia ela resolve rever as coisas do seu noivo e eis que depois de muitos anos ela liga o celular dele e  percebe que tinha uma mensagem endereçada a ela que nunca foi enviada e que só tinha uma palavra que era o nome de uma montanha. O falecido noivo de Brynn era um homem aventureiro e amava fazer trilhas e escalar montanhas. Depois de dois anos ela finalmente acha um jeito de se despedir dele e decidi ir até essa montanha para escalar e quando chegasse ao pico enterrar o telefone. 

 Mesmo com o alerta da irmã gêmea do seu ex-noivo de que essa trilha era uma da mais perigosas ainda mais em dias como aquele que estava ventando e ameaçava a cair uma chuva forte ela não desistiu e seguiu a diante. Chegando na área em que as pessoas se identificam ela conhece três garotas e logo faz amizade e as meninas a chama para subir a trilha com ela, mesmo um pouco relutante ela aceita. 

Um homem que estava por perto quis fazer a trilha com as meninas, mas como ela perceberam que ele estava muito alterado resolveram não deixar e isso o deixou enfurecido. Elas começaram a fazer a trilha, mas logo perceberam que não dava para subir mais, pois o tempo estava cada vez mais fechado e em breve a chuva iria cair. Tentaram convencer Brynn de todas as maneiras a descer, pois não ia dar, mas mesmo assim ela seguiu sozinha. Quando estava subindo acabou se machucando em uma das pedras. Quando estava se aproximando de uma casa para pedir algo para se secar  alguém que ela não esperava abriu a porta.

O mesmo homem no qual elas negaram, estava com um olhar irônico e  perguntando se ela precisava de ajuda, mas na verdade ele  não queria ajuda-la e sim puni-la pelo que as colegas fizeram e então ele a agarra a força. De inicio ela acha que irá violenta-la sexualmente, mas logo percebe  que é muito mais que isso. 

Cass  havia ficado encantado quando viu Brynn por trás de uma arvore, ele nunca tinha visto uma mulher tão linda na vida. Hoje Cass é um homem forte, bonito e com um coração puro, mas cheio de incertezas. Ele começa a ficar preocupado quando a vê subindo mais e mais e ainda por cima sozinha, mas ele começa achar que aquilo possa ter algo haver com o seu pai. Só que no meio da floresta ele escuta um grito agoniado e segue em direção a ele e quando chega até la encontra Brynn.

No primeiro instante ele fica pensativo no que fazer, pois se ele a levar para os gradas florestais vão achar que ele fez alguma coisa assim que ele falar seu nome. Então sem pensar duas vezes ele desce 11 km com Brynn nas costas até a casa onde ele mora. Passa a cuidar dela, de todas as suas feridas dia pós dia. 


Brynn acorda meio assustada sem saber o que aconteceu, mas sente dor em diversas partes do corpo. Ela tem flash do que aconteceu e lembra que  Cass a salvou. De pouco a pouco ela vai conhecendo um pouco sobre ele, mesmo ficando um tanto receosa de inicio Brynn vê que está no  meio do nada e com um homem que ela conhece muito pouco, mas que por alguma maneira confia nele como nunca confiou em ninguém antes.

Cass faz o possível para deixa-la sempre bem e confortável e isso deixa Bryyn feliz. Ele sabe que tem uma atração por ela, desde novo o único contato que ele teve com mulher foi com sua mãe e ela havia morrido a anos e logo em seguida seu avô tinha morrido e o deixado sozinho. Brynn viu que Cass era um homem inteligente, fazia tudo sozinho e que sua casa tinha muitas funções sustentáveis e que a maioria das coisas ele plantava para comer. 

Com o tempo eles foram ficando mais amigos e mais íntimos.  A atração de um pelo outro era nítida, Brynn achou em Cass a salvação que ela precisava e Cass achou em Brynn um medo constante. Ele sabia que a queria, mas não sabia se ele a queria de verdade ou se era algo relacionado ao seu pai. Será mesmo que Brynn vai superar tudo? Sera mesmo que Cass é destinado a viver Sem amor ?


Um amor que eu ainda não sei como explicar

Como eu disse não tenho palavras para descrever o que eu senti.  Falei pouco do enredo, mas quem leu sabe a grandeza que ele é e eu não queria estragar a surpresa de quem ler. É um livro que vai doer, vai doer na sua alma, mas faz bem ler algo assim, faz bem você conhecer pessoas como o Cass. Me emocionei e estou escrevendo essa resenha com os olhos marejados por que me lembro de  algumas cenas que me doí que me faz querer entrar dentro do livro e dizer que vai  passar. 

Cass é um personagem que eu vou levar pelo resto da minha vida. Eu o amo, sério. Se eu pudesse pegar um pouco da sua dor e de sua angustia eu pegava só para o ver sorrindo por alguns minutos. Ele é um homem que desde de sempre sofreu na pele o preconceito por ter um pai assassino.As pessoas não entendiam que assim como as meninas ele era vitima, mas não as pessoas preferiam ofende-lo ao tentar ajuda-lo, pois ele era apenas uma criança meu Deus, como se julga uma criança por um erro de um adulto? Isso cortou meu coração. Quando ele cresce ele continua com a mesma ternura de sempre. Com o carinho, mas ao mesmo tempo com medo de que aquilo não seja real. Eu  nunca na vida vou ter palavras para descrever o quanto eu amo o Cass, o quanto eu quero ele dentro de um potinho. Cass muito obrigada por esse personagem maravilhoso, vou te guardar eternamente em meu coração. ​ 

Brynn, essa é outra que se eu pudesse guardava dentro de um potinho. Ela é fantástica e muito guerreira, quando eu digo guerreira é guerreira a níveis que vocês não vão imaginar. Ela é aquele tipo de personagem que não desiste do que quer e a cada página que eu a conhecia  mais próxima eu queria ficar dela. Quando ela é resgatada na cabana pelo Cass eu chorei igual uma criança. Ninguém merece passar pelo que ela passou. Ela é uma personagem forte, podem apostar.

O enredo é maravilhoso, ele é  realmente algo que vai chamar atenção por tratar um tema um pouco TABU, mas é um livro que vai colocar você para pensar por diversas vezes, vai fazer você da mais valor as coisas a sua volta. O final desse livro é maravilhoso e me fez chorar igual uma criança. Foi meu primeiro contato com a escrita da autora e eu só tenho elogios. O livro é narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista de ambos. A diagramação da editora Charme está a coisa mais linda do mundo a capa tem alto relevo e não tinha uma pessoa que me via com esse livro que não queria toca-lo. 

 Mesmo diante de tudo que eu escrevi ainda estou com aquela sensação de que está faltando algo, mas se me deixarem falar vou querer contar detalhe por detalhe de cada página do livro. Só saiba que em minha humilde opinião de leitora todas as pessoas deveriam ler esse livro. 

Em suma é um livro maravilhoso que vai fazer você dar mais valor as coisas ao seu redor e que vai te deixar com o coração cheio no final.