29 de abril de 2019

Resenha A Mulher na Janela


Titulo: A Mulher na Janela
Autor:  A. J. Finn
Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Sinopse:Anna Fox mora sozinha na bela casa que um dia abrigou sua família feliz. Separada do marido e da filha e sofrendo de uma fobia que a mantém reclusa, ela passa os dias bebendo (muito) vinho, assistindo a filmes antigos, conversando com estranhos na internet e... espionando os vizinhos. Quando os Russells – pai, mãe e o filho adolescente – se mudam para a casa do outro lado do parque, Anna fica obcecada por aquela família perfeita. Até que certa noite, bisbilhotando através de sua câmera, ela vê na casa deles algo que a deixa aterrorizada e faz seu mundo – e seus segredos chocantes – começar a ruir. Mas será que o que testemunhou aconteceu mesmo? O que é realidade? O que é imaginação? Existe realmente alguém em perigo? E quem está no controle? Neste thriller diabolicamente viciante, ninguém – e nada – é o que parece. "A Mulher Na Janela" é um suspense psicológico engenhoso e comovente que remete ao melhor de Hitchcock.


 Oi oi, meus queridos Leitores. Tudo bem com vocês?
Hoje vim trazer a resenha de um livro que ainda estou sem palavras. Quando o livro fiquei eufórica por que a premissa dele é maravilhosa.Demorei um pouco para concluir a leitura devido a rotina exaustiva que eu venho levando, mas chega de delongas vamos saber o que eu achei sobre  A Mulher na Janela?


Ana Fox é uma psicologa que vive sozinha em uma casa linda e luxuosa. Depois de um terrível trauma ela desenvolveu uma doença chamada agorafobia o que não a permite sair de casa. Então sua vida se resume  a sua casa. Ana tem como hobbie fotografar seus vizinhos, viver uma vida que ela não pode através das lentes da sua Nikon.  Como ela não tem muita coisa para fazer dentro de casa quando não está bisbilhotando a vida dos seus vizinhos ela está vendo filmes antigos e tomando uma boa e generosa taça de vinho.

Então chega uma família nova no bairro Os Russells e por algum motivo eles despertam uma curiosidade em Ana. E ela começa a observar e analisar muito bem essa família. Um dia ela simplesmente escuta um grito vindo do outro lado do parque onde está localizada a casa dos Russells e acaba testemunhado algo que não deveria ter testemunhado. 

Só que tem um simples problema, ninguém acredita em Ana e ela tentará provar com todas as  forças que  não é paranoia  que tudo que ela viu realmente aconteceu. Você acreditaria em uma mulher que bebe muito e toma remédios controlado? E que por diversas vezes mistura os dois?

Que livro!

 Como eu havia citado demorei um pouco para fazer a leitura devido a minha rotina  que esta tomando muito do meu tempo. Levei em média um mês para concluir a leitura, mas em momento algum pensei em abandonar, até por que o livro é maravilhoso. 

Ana me lembrou um pouco a Rachel de A Mulher no trem, pois ambas não tem uma sanidade muito boa e ainda bebem. Ela foi uma personagem muito bem estruturada em todos os quesitos, sério o autor caprichou em tudo e com o passar das páginas começamos a entender muitas coisas do por que do agora. Algumas coisas que ela faz realmente nos confunde e acho que é essa intensão do autor nos pregar peças diante da própria personagem.

No inicio achei que algumas coisas eram ate desnecessárias, mas no final eu vi  que até as virgulas desse livro são extremamente  importantes para a conjunção desse enredo. Temos um Thriller completo sem nenhuma ponta solta. Chega uma certa hora que até mesmo você está confusa se realmente leu ou era coisa da sua cabeça.

O A.J Finn  soube brincar com a mente dos leitores com maestria. A ambientação desse livro é interessante. Fiquei super interessada em conhecer um pouco mais sobre o agorafobia por que até então não fazia ideia que existia e esse tema foi muito bem explanado pelo autor. Nem preciso falar das reviravoltas desse livro né? Confesso que em momento nenhum passou nada parecido na minha cabeça, havia várias outras probabilidades menos essa. O autor jogou direitinho com  nós leitores. 

Tenho minha absoluta certeza que virei fã da escrita do A.J.Finn. O livro é narrado em primeira pessoa somente pelo ponto de vista da Ana o que também é outra jogada maravilhosa, pois só temos uma versão do acontecido e estamos sempre no mesmo patamar que ela. A capa está totalmente condizente com o enredo e tem uma textura maravilhosa e eu tenho um fraco para capas escuras com contraste vermelho. A diagramação é bem simples e a fonte é bem agradável para leitura.

Em suma é um livro maravilhoso  e indico muito para aqueles que querem um livro viciante e que vai te deixar com a boca aberta no final

9 comentários:

  1. Amei a sua resenha e suas fotos! Eu comprei o livro na bienal do ano passado só para conhecer o autor, mas confesso que ainda não li pois não tive tempo ainda, mas ele está na minha meta 2019 e espero me surpreender.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Oii, tudo bem?

    Já vi muita gente falando sobre o livro, mas ainda não tive a oportunidade de lê-lo. Adoro esses livros que brincam com a mente do leitor, tenho lido muitos livros assim ultimamente. Amei saber que o livro não tem nenhuma ponta solta, isso é um mega ponto positivo para mim em uma leitura.
    Adorei sua resenha, vou logo colocar o livro na minha lista de desejados.

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  3. Oi, desde o lançamento eu estou super curiosa para ler esse livro! Que bom saber que você gostou dele. É ótimo quando um suspense nos conquista assim, com uma história onde tudo é importante e nada está ali por acaso.

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Esse livro é maravilhoso!
    Estou ansiosa pra conferir a adaptação cinematográfica. Adoro o fato de ser capítulos curtos e aquele final foi surpreendente.

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  5. Olá, Bia.

    Na hora que comecei a ler a resenha também vi algumas semelhanças com A Garota no Trem, principalmente por essa parte da personagem observar tudo pela janela.
    Confesso que fiquei bem curiosa com esse enredo, parece ser uma trama que prende o leitor do início ao fim.
    Anotei a dica aqui, espero gostar tanto do livro quanto você! 😘

    ResponderExcluir
  6. Olá Bia, tudo bom?
    Primeiramente, que arraso de resenha e fotos hein?! Tudo perfeito! ♥
    Quanto ao livro, concordo plenamente com você! Tem muitas coisas no enredo que não entendemos o sentido, no entanto, quando a trama vai seguindo, vamos vendo a importância de cada detalhe. Também amei o livro e mal posso esperar para vê-lo nos cinemas. Amei sua resenha ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Que bom ver o quanto você gostou desse leitura! Eu li no ano passado e concordo com você, o autor amarrou todos os pontos nesse livro. Confesso que eu fui fisgada desde o começo e adorei o desenvolvimento da protagonista. Nunca duvidei que tudo que ele estava apresentando seria importante e no final fiquei muito feliz por ver o quanto o autor foi inteligente ao desenvolver a trama.
    Adorei sua resenha e saber que você também gostou do livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Que livro minha gente, que livro!!!!
    Confesso que eu saquei quem era o culpado, mas a motivação mesmo, só quando o autor revelou. Adorei a história e acho que fiquei até meio bêbada no meio da leitura... rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Curti demais essa leitura, foi uma leitura e tanto. O escritor soube nos prender na trama de forma surpreendente. Não espero a hora de sair o filme. Recomendo essa leitura para todos.

    ResponderExcluir