.

(Resenha #125) Noivos para Sempre


Titulo: Noivos para Sempre
Autora: Clara de Assis
Editora: Charme
Páginas: 364
Sinopse:Ao desembarcar na Itália, Giovana Brandão sabia ter uma pequena chance de reencontrar Enzo Di Piazzi, mas era um risco que teria de correr se quisesse participar do casamento de uma de suas amigas. Além disso, o convite não poderia ter vindo em momento melhor. Com uma série de atitudes equivocadas, afastar-se do Brasil soava como uma ideia genial para Giovana, mesmo que significasse empurrar os problemas para debaixo do tapete.
Enquanto Giovana evitava confrontos a todo custo, parecia que “problema” era o segundo nome de Enzo, que não tinha fama das melhores, embora não se achasse tão canalha quanto diziam. Aliás, seus não-relacionamentos estavam ótimos, obrigado. Bem, isso até dar de cara com a única mulher que o fez de bobo.
Para Giovana, Enzo talvez fosse, de todas as escolhas que já fez na vida, a pior: canalha, egocêntrico, debochado, boca suja, imoral… e irresistível, principalmente quando estava determinado a ficar com Giovana… enquanto ela estivesse na Itália. A proposta mais direta que Giovana recebeu era honesta, prática, e eles eram adultos, então, por que parecia que algo daria terrivelmente errado?


Oi oi, meus queridos Leitores. Tudo bem com vocês?  Hoje vim trazer para vocês a resenha de  Noivos para sempre. O primeiro livro  dos Di Piazzi foi a história do Théo, agora vamos conhecer a história do ovelha negra da família Di Piazzi.  Preparados para conhecer um pouco mais sobre Enzo?


 Enzo é um canalha de marca maior e não faz um pingo de questão de esconder isso de ninguém. Dono de uma beleza invejável e de um sacarmo inconfundível, Enzo vive a vida intensamente como se cada minuto fosse o último. Mas ele não tem só essas qualidades físicas,  é também um chefe de cozinha  de primeira. Ele estava em um emprego que sua avó conseguiu para ele com uma famillia muito tradicional. só que como ele não consegue ficar muito tempo com as calças fechadas e acaba ficando com a filha da dona do restaurante só que o que ele não contava era que ela ia pegar os dois bem no flagra.


Giovana  é uma mulher que não está muito satisfeita com o rumo em que sua vida está tomando. Então ela recebe o convite para ser madrinha de casamento de sua amiga  Débora lá na Itália e vê nisso a oportunidade de fugir dos seus problemas. Giovana pede um tempo ao seu namorado, no qual ela sempre soube que não sentia o mesmo que ele sentia por ela.  Só que ao mesmo tempo que Giovana fugia de um problema ela teria que encarar um problema  Italiano que por sinal era muito bom de cama. Em uma passagem de Enzo ao Brasil devido ao relacionamento do primo com Débora  ele acabou  passando uma noite com Giovana e foi a melhor noite de sua vida, se não fosse pelo fato de acordar sozinho no dia seguinte.

Chegando na Itália Giovana fica com o coração acelerado com o medo constatante de encontrar Enzo a qualquer momento. E quando isso acontece mesmo sentindo um baque forte ela decide fingir que não o conhece e isso o deixa enfurecido. Enzo coloca par sí como prioridade fazer com que ela se lembre detalhe por detalhe daquela noite.

Os dias vão passando e Giovana sabe que essa farsa não vai durar muito tempo. Então ela acaba deixando essa farsa de lado e o aceita como uma agradável companhia. Enzo se mostra um verdadeiro cavalheiro em diversas situações. Então eles tem um acordo que vão curtir um ao outro enquanto Giovana estiver na Itália, nada além disso. Sem promessas e sem cobranças. Só que as coisas não sai como planejado e o mundo dos dois da uma reviravolta em todos os sentidos.

Amorzinho!!


Quem é meu leitor desde sempre sabe que eu tenho um fraco por personagens cafajestes, por que acho que a rendição deles quando se apaixonam é bem maior. Meu primeiro contato com a escrita da Clara  foi no primeiro livro da série que tem resenha aqui no blog. A escrita dela é algo que encanta e fascina o leitor de uma maneira cativante. Ela tem o dom de cria personagens carismáticos e cada um com sua personalidade singular.

Giovana  foi uma personagem que não fui muito com a cara dela no inicio do livro. Ela parecia ser uma mulher sem graça e mimada, porém com o passar das páginas vamos descobrindo que por trás disso tudo temos uma mulher que não está satisfeita com o rumo que sua vida está tomando e que está disposta a mudar tudo assim que voltar para casa. Por diversas vezes eu a compreendia, teve uma atitude dela que eu achei precipitada, mas diante da fama do Enzo qualquer mulher em sã consciência também tomaria essa decisão. 

Enzo é mais um crush literário! Eu amo o jeito sincero e sem papas na língua que ele tem. Imagina um personagem engraçado que te faz rir por diversas vezes ainda mais quando faz piadas com duplo sentido. Enzo é mulherengo do jeito que é, mas é dono de um coração que muitos homens não tem e isso me fez ficar perdidamente apaixonada por ele. Quanto mais você conhece ele mais você quer guarda-lo e um potinho. 

Temos os personagens secundário que nos matam de rir  como as madrinhas por exemplo, que as vezes dão conselhos sábios, mas as vezes nos mata de rir. Eu me identifiquei muito com o dialogo das mulheres, sério parecia eu e minhas amigas conversando. Nesse livro também podemos matar a saudade do casal Théo e Débora, afinal estamos no casamento deles. Uma coisa que eu amei muito nesse livro foi o tanto que a autora nos apresenta cultura e pontos turísticos da Itália.

A narração é feita em primeira pessoa pelo ponto de vista de ambos, eu particularmente amo esse tipo de narração.A diagramação do livro é a coisa mais linda do mundo, mas também vindo da editora Charme eu não esperava menos, pois eles tem um carinho na edição do livro que vou te contar, viu. As folhas são amareladas e a fonte padrão. Agora vamos falar da capa, teve gente que não gostou, mas eu amei com todas as forças e na medida em que ia lendo só imagina o Enzo do jeitinho do modelo da capa.

Em suma é um livro maravilhoso para que gosta de romance que tem a dose certa de tudo.



(Resenha #124) Tensão


Titulo: Tensão
Autora: Gail Mchug
Editora: Arqueiro
Páginas 336
Sinopse: Após a morte da mãe, a vida de Emily Cooper vira de cabeça para baixo. Ela precisa de um novo começo, e Dillon Parker, seu namorado, a convence a se mudar para mais perto dele a fim de passarem mais tempo juntos.
Em Nova York, Emily arranja um emprego temporário como garçonete em um restaurante no centro de Manhattan. Ao sair para fazer uma entrega logo no primeiro dia de trabalho, ela esbarra em Gavin Blake, um empresário sexy e bem-sucedido. Assim que seus olhares se encontram, há uma tensão no ar, mas nenhum dos dois consegue entender ou explicar essa forte conexão. Atormentada, Emily tenta não pensar muito naquele desconhecido que mexeu tanto com ela.
Porém, ela descobre que Dillon e Gavin são amigos e que terá de conviver com ele muito mais do que poderia ter imaginado. Perdida em sentimentos confusos, Emily sente o desejo por Gavin crescer e se tornar mais ardente a cada vez que se encontram. Será que os dois vão resistir à tensão ou se entregar a essa paixão, apesar de todas as consequências?


Oi oi, meus queridos leitores, tudo bem com vocês? Hoje vim trazer resenha de um livro que eu ganhei a muito tempo da minha amiga Ivi do blog Meu amor pelos livros. Na época em que ela me deu eu estava louca para fazer  leitura desse livro, mas devido a rotina muito acelerada acabei deixando o livro para depois. Esses dias olhando para minha estante senti uma necessidade de fazer a leitura. Vamos saber o que eu achei de Tensão?


Emily acabou de perder a mãe para um câncer de mama. Com isso ela decide se mudar com a ajuda do namorado para Nova York, onde sua oportunidade  de vida será maior. De inicio seu namorado queria que ela fosse morar com ele, mas ela estava certa de que ainda não era o momento. Então decidiu que iria para Nova York, porém iria morar com sua amiga Olivia.  Mesmo diante de muita relutância por parte de Dillon  ela não mudou de idia.


Depois de se instalar, Emily consegue um emprego em uma lanchonete e é recebida de braços abertos por todos eles e de cara faz amizade com a Fallon. Um dia quando ela estava quase indo embora seu chefe lhe pergunta se ela pode fazer uma entrega pra ele, pois o entregador havia pedido demissão e o endereço da entrega era  no meio do caminho em que ela percorria para casa. Emily então aceita. Chegando em um prédio luxuoso ela da de cara com um homem extremamente lindo e tudo que ele tinha de lindo também tinha em educação. Ele faz questão de subir com ela até o andar no qual  faria entrega. Chegando ao andar  ela descobre que ele é quem havia pedido a comida e usou isso como desculpa para ficar um pouco mais com ela. E com isso ele acaba a convidado para jantar.

Ao chegar em casa Emily conta para Olivia sobre o tal bonitão e a amiga a incentiva a aceitar o convite de jantar com ele. Olivia sempre deixou claro sua insatisfação com o namorado da amiga, pois ele é machista, egoísta e ela tem certeza que esses serviços que ele diz ficar até tarde não passa tudo de uma furada. Mas o que ninguém sabe é que Emily se sente totalmente em divida com Dillon por tudo que ele fez por ela quando sua mãe estava doente e por ter ajudado ela a ir para Nova York.

No dia seguinte quando Emily está no serviço, quando o moreno lindo da noite anterior está sentado na mesa e para piorar a situação ele está em uma das que ela tem que atender. Sendo muito educada ela anotou seu pedido, mas Gavin não se deu por satisfeito queria saber quem era essa mulher que o fascinou. Emily então diz que seu nome é Molly e não pode aceitar o convite dele por que ela é comprometida.

 Um dia Dillon  convida Emilly para ir com ele em uma comemoração, pois lá vai esta os amigos. O que Emily não imagina era que o moreno lindo era ninguém mais ninguém menos que um dos grandes amigos do seu namorado. Gavin levou um susto quando percebeu que Molly na verdade era Emily a namorada do seu grande amigo. A atração entre eles era mutua, mas cada um tentava resistir da sua maneira, mas chega uma hora que resistir não é mais uma opção. Será que isso irá da certo?

BOM!

Foi meu primeiro contato com a escrita da autora e mesmo com algumas ressalvas quanto ao enredo que eu ire citar tenho que confessar que a autora tem uma escrita viciante. Você se sente sugado para dentro do enredo de uma maneira que você quer mais e mais. O que me deixou chateada com esse enredo foi que no inicio temos algo totalmente explorado nos mostrando vários aspectos das vidas dos personagens, só que com o passar das páginas isso vai sumindo e por diversas vezes o livro fica maçante e até mesmo monoto.

Emily é uma personagem que eu não posso dizer que amei, por que, por mais que ela se ache uma pessoa forte , por diversas vezes ela provou que é totalmente ao contrário. Sei que quando estamos nervosas falamos e temos atitudes que não controlamos, mas ela não aprende com os erros muito pelo contrario persiste neles e isso me incomodou demais ao longo da leitura. Confesso que só comecei a gostar dela nos capítulos finais.

Gavin para mim é um personagem amorzinho, ele tem lá seus defeitos, mas mesmo assim me ganhou muito mais que a Emily. Ao contrario dela ele é firme em suas palavras e suas atitudes e o tempo todo está ali tentando provar para ela algo que já está na sua cara. Ele teve sim algumas atitudes erradas, mas se você for parar para analisar o enredo ele basicamente foi obrigado a toma-las.

Os personagens secundários  que traz um brilho para trama, mas vou citar apenas dois: Olivia, melhor amiga de Emily  que ganhou meu coração muito mais do que a própria protagonista. Ela fala o que pensa e não ta nem ai para o que os outros vão pensar. Dillon, meu Deus ele está no ranking dos personagens que eu mais odiei na vida, imaginem um homem machista ao extremo mais é ao extremo mesmo, a Emily não pode fazer nada, já ele pode fazer tudo. Por diversas vezes tive vontade de entrar no livro e coloca-lo no lugar dele.

O relacionamento entre Emily e Dillon trás atona algo que é realidade de muitas pessoas o relacionamento abusivo e a autora trouxe isso em forma de aviso. Eu nunca torci tanto para uma personagem largar o namorado igual nesse livro. Um ponto no livro que não convenceu e que é um clichê que eu não gosto ( postei falando sobre isso lá no instagram ontem) é que Gavin e Emily foi aquele famoso  bateu o olho e já se apaixonou. Sei que tudo deles foi muito intenso, porém mesmo assim demorei muito tempo ao longo do enredo para digerir isso.

A narração do livro é toda feita em terceira pessoa visando o ponto de vista de ambos os personagens e por mais que eu não seja fã de narrativa em terceira pessoa, essa me ganhou por ter uma visão maior dos acontecimento. A diagramação é simples, porém bonita, as folhas são amareladas e a fonte em tamanho padrão. A capa é a coisa mais linda, pois tenho um fraco para capas com detalhes vermelhos.

Em suma é um livro bom, para quem quer se aventurar em uma escrita viciante.


(Resenha 123) Egomaníaco

Titulo: Egomaníaco 
Autora: Vi Keeland
Editora: Charme
Página: 320
Sinopse:Na noite em que conheci Drew Jagger, ele tinha acabado de invadir meu novo escritório na Park Avenue.
Liguei para a polícia antes de atacá-lo com minhas novas habilidades de Krav Maga.
Ele me conteve com rapidez e depois riu, achando graça da minha tentativa de agressão.
Claro que meu invasor tinha que ser arrogante.
Mas, no fim, ele não era um invasor.
Drew era o proprietário legítimo do meu novo escritório. Ele estava de férias enquanto seu elegante espaço era reformado.
E foi assim que um golpista conseguiu me enganar alugando para mim o escritório que não estava realmente disponível para aluguel.
Perdi dez mil dólares.
No dia seguinte, depois de horas na delegacia, Drew ficou com pena e me fez uma oferta que não pude recusar: em troca de atender seus telefonemas enquanto sua secretária estivesse fora, ele me deixaria ficar até encontrar um lugar novo.
Provavelmente, eu deveria ter ficado agradecida e mantido a boca fechada quando ouvia o conselho que ele dava aos seus clientes. Mas não conseguia deixar de expressar minha opinião.
Nunca esperei que meu corpo reagisse toda vez que discutíamos. Principalmente quando parecia que era só isso que conseguíamos fazer.
Nós dois éramos totalmente diferentes. Drew era amargo, bravo, lindo pra caramba e destruidor de relacionamentos. E meu trabalho era ajudar as pessoas a salvar seus casamentos.
A única coisa que tínhamos em comum era o espaço que estávamos compartilhando.
E uma atração que estava sendo difícil de negar a cada dia que passava.

Oi oi, meus queridos Leitores.
Nada como começar um  ano com uma leitura 5 estrelas, né? Eu já estava namorando esse livro há um bom tempo e com essa capa chamativa ainda não tem como não resistir, né? Vamos saber o que eu achei de Egomaníaco?

Drew está chegando de duas semanas de descanso merecido no Havaí. O que ele mais queria nesse momento era descansar, mas antes de ir direto ao seu apartamento ele quer dar uma passada na obra do seu escritório que fica no térreo do seu prédio. O que ele não esperava era da de cara com uma mulher que alegava que o escritório era dela e que ela iria chamar a policia caso ele não saísse de lá.  Drew com o seu lado irônico mandou ela chamar. O que Emirie não imaginava era que tinha caído em um golpe e Drew realmente era o dono do escritório todo.


Emirie  fica totalmente sem reação ao perceber que tinha sido enganada. Só que ela não tem para onde levar suas coisas já que estava organizando tudo como se aquele espaço fosse realmente dela.  Drew acaba ficando com dó de Emirie faz um acordo: Ela atende suas ligações enquanto sua secretária está de licença  e pode utilizar uma das salas como seu consultório.

 Cada dia que passa a amizade deles vão florescendo. Drew não perde a oportunidade de sempre jogar uma piada para o lado de Emirie sobre seus pacientes e seus conselhos. A atração entre eles fica cada vez mais visível, mas Emirie pelo pouco que conhece sabe que Drew é um cafajeste de marca maior e que não tem um pingo de papas na língua quando o assunto é sexo. E Drew não vê a hora de beijar a ruiva que anda invadindo seus pensamentos.

O que sera que acontece quando juntamos uma psicologa especializada em terapia de casais divide um escritório com um advogado especializado em divorcio?

AMEI !


  Sempre que eu pego um livro da Vi eu vou com toda emoção por que eu sei que ela arrasa. Sabe o que mais me chamou atenção nesse livro?  Por mais que a capa seja bem ousada o livro ao meu vê não é um hot, temos um plano de fundo muito mais familiar e de descobrimento do que as próprias  cenas hot e  isso me ganhou muito mais.


 Drew nem preciso falar que ele virou meu cruhs, né? No inicio você acha que ele é só mais um personagem tipicamente lindo que só pensa em sexo, mas depois ele ganha uma grandeza dentro do enredo que me levou as lagrimas.  Vocês não tem ideia o quanto Drew é lindo por fora e por dentro. Ele te faz rir e te faz chorar. O que eu mais amo nele é o seu jeito desbocado, porém sincero de falar as coisas.

Emirie que amor de personagem, sério. Assim como Drew você vê ela crescendo no enredo, ela parece toda meiga e delicada, mas depois ser mostra um verdadeiro mulherão. Fora que é muito sábia, por diversas vezes meus quotes foram tirados de conselhos que ela dava aos seus pacientes. Um menina-mulher que conquista o leitor no passar das páginas.

Temos os personagens secundários como um detetive amigo de Drew que trás um ar especial para a trama e também temos a cobra da ex-mulher do Drew, sério o que essa mulher faz não se faz nem com cachorro. Por diversas vezes eu tive vontade de entrar dentro do livro e da uns bons tapas na cara dela e a colocar no lugar de onde ela nunca deveria ter saído.

A narrativa do livro é toda feita em primeira pessoa visando o ponto de vista de Emirie eDrew, por incrível que pareça eu amei a narrativa dos dois, como já havia falado em algumas resenhas estava meio saturada de narrativas femininas e fascinada pela narrativa masculina, mas Emire é uma personagem muito direta então isso me agradou bastante. A diagramação está perfeita. E essa capa? O que falar dessa capa que seduz todo mundo, estava fazendo a leitura desse livro na praia e não tinha uma pessoa que não passava e não olhava.

Em suma é um livro maravilhoso que te faz chorar, rir e querer abraçar os personagens. Um romance arrebatador.

{Resenha 122 - A Missão Traiçoeira}



 Resenha :

A Missão Traiçoeira

Editora Seguinte

456 Páginas


{OBS: por se tratar de uma continuação, a resenha pode conter spoiler do primeiro livro "O Beijo Traiçoeiro"} 


Sinopse: Sage Fowler abandona seu posto como aprendiz de casamenteira e se envolve em uma nova missão secreta ao lado do capitão Alex Quinn no segundo volume da série O Beijo Traiçoeiro.

Depois de se provar uma espiã habilidosa e uma casamenteira estrategista, Sage Fowler passou a ocupar uma posição confortável na alta sociedade, dando aulas para as princesas do reino de Demora. Quando surge a oportunidade de participar de uma nova missão secreta, porém, Sage quer aproveitar a chance para servir ao seu reino mais uma vez — e ficar mais próxima de seu noivo, o capitão Alexander Quinn. Alex não fica nada feliz com a ideia, já que está determinado a proteger a namorada de qualquer perigo.

A insistência de Sage em fazer parte da missão faz com que eles se desentendam cada vez mais e, quando um conflito com um reino vizinho resulta em uma tragédia, os dois acabam separados. Para completar a missão de Alex — e a sua própria —, Sage precisará contar com a ajuda de aliados inesperados para sobreviver em um território inimigo e salvar o reino de Demora mais uma vez.




Opinião: 


Amei o primeiro livro e estava louca para ler a sequência, mas confesso que a leitura não superou as minhas expectativas.

Do inicio até mais ou menos a metade, a autora se repete bastante e isso já me incomodou de cara. Sem falar que já que o primeiro livro foi lançado há muito tempo atrás, demorei bastante para lembrar os nomes dos povoados e cidades.

Outra coisa que me incomodou foi a teimosia e até mesmo imaturidade da Sage. Terminei o primeiro livro amando a personagem e na sequência esse sentimento mudou completamente, tudo bem que na maioria das vezes ela estava certa, mas achei a maioria das birras dela bem desnecessárias.

Mas fora isso, a autora trouxe uma surpresa e tanto no final do livro que me deixou bem animada e empolgado até o final. Continuei amando e shippando muito o casal. Então, se você gostou de O beijo Traiçoeiro, indico a leitura de A missão traiçoeira, e não abandone o livro se estiver achando o inicio lento... ele vai te supreender!!!

Metas para 2019




Oi oi, meus queridos Leitores.
Mais um ano se incia e antes de qualquer coisa gostaria de desejar a vocês  um 2019 abençoado repleto de felicidades para vocês e suas famílias. Um ano repleto de leituras e realizações de sonhos. Que esse ano seja o SEU ano.

Todo inicio do ano temos costumes de fazer metas e hoje vim dividir com vocês minhas metas literárias para 2019, vamos lá ?

  • Desencalhar pelo menos 20 livros da minha estante

  • Ler livros com gêneros que eu não estou acostumada, como por exemplo: terror.

  • Trazer mais conteúdo para o blog, canal e instagram 

  • Voltar com o Projeto Eu ♥ Nacional

  • Ler 100 livros 

  • Participar de uma maratona literária

  • Participar de amigo livro 
  • Fazer resenha de todos os livros que eu li 

  • Atualizar todas as resenhas pendentes tanto de livro quanto de filme




Livros que eu  pretendo desencalhar da estante :








Essa maravilha já está algum tempo na minha estante e eu só não li ainda por falta de tempo.







 Esse
livro ganhei da minha amiga Tami, e coloquei para mim como meta que desse ano com toda certeza não passa.













 Tem um bom tempo que essa maravilha está  abrilhantando a minha estante, juro que não sei ainda por que eu não fiz a leitura por que lembro que assim que terminei o primeiro fiquei louca com esse e logo já comprei e até hoje não li rsrs.








 Esse amor da minha vida eu só não li por que eu não estou pronta para ficar tanto tempo sem meu primeiro crush literário, pois nem sabemos ainda quando que a Erika vai lançar o último livro aos olhos do Grey. Mas esse ano vai.








  Esse é  outro que minha vontade de ler está nas alturas, porém a falta de tempo esse ano não me deixou ler, maaaaas esse ano vai. Estou mega ansiosa para fazer a leitura por que ate amigas minhas que não curte muito o gênero hot disse que esse livro é muito engraçado e envolvente. 







Estou super curiosa com a leitura desse livro, por que desde que li a sinopse fiquei totalmente interessada no enredo.








 


Eu amo a escrita da autora, tanto que acabei de comprar o novo lançamento dela  O canalha do 610 e esse livro comprei por que realmente queria muito ler na época do lançamento  e também não me recordo o por que não ter feito a leitura.





Esse livro não é bem um encalhado, mas eu acabei deixando ele de lado por que queria esperar a série toda chegar ao Brasil, porém vendo tantas resenhas recentes fiquei com muita curiosidade em fazer a leitura.







 Essas são algumas das minhas metas e escolhas para 2019! E vocês quais são suas metas para 2019?

(Resenha 121) Um dia em Dezembro

Titulo:  Um dia em Dezembro
Autora:  Josie Silver
Editora:  Bertand Brasil
Páginas:  392
Sinopse: Uma história de amor inesquecível, comovente e emocionante; para fãs de Jojo Moyes e David Nicholls.
Laurie não acredita em amor à primeira vista. Afinal de contas, a vida não é a cena de um filme romântico. Mas, então, em uma manhã de dezembro fria e com neve, o ônibus de dois andares em que voltava para casa para em um ponto. Ao olhar para baixo, ela o vê. Por um segundo transcendental, seus olhos se encontram... e então o ônibus começa a andar. Depois de muitos meses com a esperança de cruzar novamente com ele, Laurie acha que nunca mais verá o garoto do ônibus. 
No entanto, um ano depois, em uma festa de Natal, sua melhor amiga, Sarah, apresenta o novo namorado, o grande amor de sua vida. Para seu profundo desespero e surpresa, ele é ninguém menos que o garoto do ônibus. Determinada a esquecê-lo, Laurie segue com sua vida. Mas e se o destino tiver outros planos?


 Você acredita em amor a primeira vista?


Oi oi, meus queridos Leitores. Tudo bem com vocês ?
Hoje vim trazer resenhar de um livro que antes mesmo de fazer a leitura ele ja estava influenciando as minhas outras de tanto que eu o desejava. Assim que ele chegou não resistir e  passei ele na frente de todos. Vamos saber o que eu achei de Um dia em Dezembro? 


Lauire  é uma mulher que não acredita nessas bobeiras de  amor a primeira vista acha que isso é uma grande falta do que fazer. Até que um lindo dia ela está voltando para casa e quando o onibus para em um ponto ela vê um homem sentado no banco há espera e ficou totalmente fascinada por ele. Foi a troca de olhares mais intensa que ela já teve e foi ai que ela caiu em contradição sobre sua história de que não existe amor a primeira vista. 


Então Laurie colocou sua melhor amiga Sarah para lhe ajudar na missão de encontrar esse tal homem misterioso que ela se apaixonou. Foi muito tempo de procura e sempre que ela achava que era ele percebia que não era, por fim ela já estava completamente desacreditada. Sarah então falou que iria apresentar seu novo namorado para ela. Laurie ficou muito contente pela amiga que só falava desse tal namorado e o tanto que eles combinaram, o que ela não imaginava que o namorado da sua melhor amiga era  Jack o cara por quem ela é apaixonada. 

Jack  de inicio finge que não a conhece mesmo com um impacto forte ao vê-la novamente, por que ele havia sentido algo diferente naquele dia, mas era mais conveniente para ele fingir que não a conhecia e começar do zero. Ele trabalhava em uma rádio, as vezes substituía o ancora da noite, seu sonho era ganhar um pouco mais de espaço  dentro do radio e poder ser futuramente um ancora.Mesmo diante de uma rotina as vezes apertada ele percebia o esforço de Sarah fazia em querer que ele e Lourie dessem certo, pois era algo muito importante para ela que seu namorado e sua melhor amiga fosse melhores amigos. Mas ele não era bobo e percebia que ela sempre dava um jeito de escapar com desculpas bobas para não ficar com ele e Sarah.

Com o tempo ficava difícil negar um para o outro que havia uma certa tensão entre eles e eis que acontece algo que muda o destino dessa história. Então os anos vão se passando e Sarah e Laurie já não moram juntas mais, Sarah conseguiu o serviços dos sonhos e Lourie está trabalhando para uma revista e agora estão totalmente maduras. Laurie está em um relacionamento e muito feliz e o namoro de Sarah e Jack agora só serve de aparência. O mundo das duas vira de cabeça para baixo, pois o relacionamento perfeito de Sarah está indo por água abaixo enquanto Laurie está prestes a se casar.

Os anos vão passado e vamos acompanhando o quanto o destinho brinca com as pessoas, o quanto a verdade precisa ser dita na hora certa e o quanto uma amizade vale. Um romance que te faz pensar  se você deve escolher entre o Amor ou a Amizade, sendo que toda escolha existe uma renuncia. 


UM CLICHÊ AMORZINHO!

Foi um livro que mesmo diante do clichê proposto me deixou querendo mais e mais, achei que o final poderia ter sido algo mais explorado pela autora, mas mesmo assim ainda foi uma leitura gratificante.Foi meu primeiro contato com a escrita da autora  e havia muito tempo que eu não colocava expectativas em cima das minhas leituras, por que andava me decepcionando muito, mas esse livro como eu citei acima já estava me deixando doida antes mesmo de fazer a leitura e felizmente a autora supriu todas as minhas expectativas.


Laurie é uma personagem encantadora e vi que algumas pessoas há julgaram, mas eu entendo completamente sua posição, imagina  você virar para sua amiga sabendo que ela está super apaixonada pelo namorado e  falar que ele é o homem que você estava procurando esse tempo todo. Ela foi muito forte em suas decisões,  por mais que eu discorde totalmente como uma das atitudes que ela fez ao longo do livro. Senti nela uma mulher que tinha alma de menina e que foi crescendo e  ganhando voz ao longo do enredo. Tinha hora que eu achava que ele viva muito nas sombras da Sarah.

Jack foi um personagem que me agradou muito, mas por diversas vezes achei ele sem estimulo algum. Ele sabia o tempo todo o que queria, mas por algumas vezes preferia mascara isso com um ar meio arrogante. Mesmo assim se tornou um personagem querido, pois assim como Laurie vi seu amadurecimento até por que acompanhamos os personagens desde a casa dos vinte anos até a casa dos trinta . 

Os personagens secundários abrilhantam a trama de um jeito carismático, a Sarah é uma personagem amorzinho da vida, entendo muita das coisas que ela passou e principalmente a necessidade de querer que sua melhor amiga seja melhor amiga do seu namorado. O namorado/ marido da Laurie também foi um homem dócil que me ganhou de imediato com o seu carisma e bom humor, já a sogra de Laurie nunca desceu é uma mulher cruel que não acha que ela seja digna de está ao lado de seu filho.

O enredo é muito bom, algumas partes eu acho que poderiam sim ser mais exploradas, acho que deixaria o leitor mais sedento. Outra coisa que vale a pena ressaltar é que alguns anos passam rapidamente no livro então isso é bom e ruim ao mesmo tempo, por que tem vez que você quer saber mais sobre aquele ano e fica meio a deriva. A leitura é rápida  e totalmente fluida,eu que li mais devagar por que eu não queria que o livro acabasse, pois  estava tudo muito bom. 

 O livro é narrado pelo ponto de vista da Laurie e do Jack, eu particularmente amo esse tipo de narrativa.A escrita da autora é maravilhosa, sério ela cria situações cotidianas fáceis de serem identificadas. Temos situações engraçadas e situações que te colocam para pensar. O modo como a amizade de Sarah e Laurie foi criada  foi algo maravilhoso. Os diálogos são bem joviais o que na minha opinião aproxima o leitor do enredo.  A parte gráfica está a coisa mais linda, começar por essa capa que eu babei nela por horas por que está muito linda, a diagramação então nem se fale. 

Em suma é um livro para quem ama o bom e velho clichê com uma dose boa de risadas!






Ei meus amores! Sou a Bia Coelho!
22 primaveras, mineira,
mãe da Manu,
alucinada por livros.
Apreciadora de bons romances.
Esposa do Christian Grey!
Apaixonada pelo universo literário, leitora compulsiva, freelancer como Web design e projeto de escritora nas horas vagas.

Bem vindos ao
Entre Livros e Amores!

Colaboradoras

Luanna
Oioioi, eu sou a Luanna do Instagram @pausaparalivros, escorpiana raiz, e vou aparecer aqui com muitas resenhas de livros, além de dicas de filmes, séries... ou seja, tudo o que a gente ama. Não é mesmo? Espero que gostem do conteúdo que postarei e me sigam no Instagram para saber diariamente o que estou achando das leituras

Seguidores

Caixa de Busca

Facebook

Categorias

estou lendo

Anuncie

Anuncie

Instagram

Destaque

{ Resenha } Namorado por Acaso

  Titulo:  Namorado por Acaso  Autora:   Aline Sant'Ana  Editora:  Charme Páginas:  365 Sinopse: Contra fatos, não há argumentos.  Pro...

Arquivos

Posts Populares

link-me



Editoras parceiras

Tecnologia do Blogger.